Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,26 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,77 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,88
    -0,21 (-0,23%)
     
  • OURO

    1.818,90
    +3,40 (+0,19%)
     
  • BTC-USD

    24.386,22
    -143,88 (-0,59%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,35 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,22 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,68 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.580,00
    +2,25 (+0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2019
    -0,1218 (-2,29%)
     

Valor de mercado da Apple pode ultrapassar R$ 16,2 trilhões, diz analista

Analistas indicam que marca deve apostar em serviços (Getty Image)
Analistas indicam que marca deve apostar em serviços (Getty Image)
  • Valor da Apple tem aumentado exponencialmente ao longo dos anos;

  • Analistas dizem que marca precisa apostar em serviços de assinatura;

  • A ideia é focar em retenção de clientes e aquisição de novos públicos.

Será que é possível que o valor da Apple ultrapasse a marca de US$ 3 trilhões (o equivalente a R$ 16,2 trilhões)? Essa é a previsão do analista Erik Woodring, do Morgan Stanley. O especialista diz que a empresa pode chegar a esse patamar caso decida adotar serviços de assinatura e deixe em segundo plano as vendas de hardware.

Esse salto seria impulsionado pelas altas taxas de retenção que a Apple tem no mercado, motivada pela posição de liderança no setor e no ecossistema de serviços. O analista estipulou o valor de US$ 180 (R$ 974) para a ação da companhia, que atualmente é negociada na casa de US$ 150 (R$ 812).

A análise aponta que, na medida em que a base de instalação da Apple amadurece e as taxas de retenção aumentam, os investidores começam a utilizar uma abordagem de avaliação baseada no valor vitalício para a empresa.

Erik Woodring ainda aponta como a corporação pode ser ainda mais eficaz na aquisição de novos usuários. Com um sistema que ofereça um serviço de qualidade, a empresa tem cada vez mais capacidade de atrair público e reter clientes à longo prazo.

Ao longo da história da marca, as ações da Apple subiram cerca de 5.800% desde que Steve Jobs revelou o primeiro iPhone, em janeiro de 2007. Em agosto de 2018, a companhia se tornou a primeira empresa privada a atingir US$ 1 trilhão. Esse crescimento do valor da organização acontece em meio às apostas positivas de investidores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos