Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.910,10
    -701,55 (-0,62%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.661,86
    +195,84 (+0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,29
    +0,68 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.792,30
    -2,70 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    37.527,31
    +685,93 (+1,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    863,83
    +21,37 (+2,54%)
     
  • S&P500

    4.431,85
    +105,34 (+2,43%)
     
  • DOW JONES

    34.725,47
    +564,69 (+1,65%)
     
  • FTSE

    7.466,07
    -88,24 (-1,17%)
     
  • HANG SENG

    23.550,08
    -256,92 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    26.717,34
    +547,04 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    14.430,25
    +443,50 (+3,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9813
    -0,0427 (-0,71%)
     

Vallourec contestará multa aplicada por MG após transbordamento de dique em mina de ferro

·1 min de leitura
Logo da Vallourec

PARIS (Reuters) - A fabricante francesa de tubos de aço Vallourec afirmou que irá contestar multa de 288,7 milhões de reais recebida do governo de Minas Gerais por danos ambientais causados após o transbordamento de dique da Mina Pau Branco no sábado, em Nova Lima (MG), disse a empresa nesta quarta-feira.

Devido ao ocorrido, as operações da companhia na mina foram suspensas e as equipes da empresa estão discutindo com as autoridades sobre um "rápido reinício", acrescentou Vallourec.

"Alguns materiais de uma pilha de resíduos associados às operações da mina de Pau Branco da Vallourec deslizou para um dique de águas pluviais, causando seu transbordamento e resultando na interrupção do tráfego em rodovia próxima”, reiterou a empresa em comunicado.

(Por Tassilo Hummel; Reportagem adicional de Marta Nogueira, no Rio de Janeiro)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos