Mercado abrirá em 7 h 8 min
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,63 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,34
    -0,63 (-0,88%)
     
  • OURO

    1.750,40
    -1,00 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    45.657,68
    -2.293,97 (-4,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.140,98
    -84,55 (-6,90%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.119,54
    -801,22 (-3,22%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.250,00
    -76,00 (-0,50%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1904
    -0,0090 (-0,15%)
     

Vale revisa previsão de aumento da capacidade de minério de ferro para 2022

·1 minuto de leitura
Logo da Vale na sede da empresa no centro do Rio de Janeiro

SÃO PAULO (Reuters) - A Vale projeta terminar 2022 com capacidade produtiva de minério de ferro de 370 milhões de toneladas ao ano, ante 400 milhões de toneladas na previsão anterior, à medida que enfrenta atrasos em projetos no Sistema Norte, onde está sua principal mina.

Conforme uma apresentação feita a investidores na última quinta-feira, a companhia prevê um "ramp up mais suave" no Sistema Norte, que atualmente tem capacidade de 203 milhões de toneladas ao ano.

Para 2021, a capacidade do Sistema Norte fechará em 205 milhões de toneladas, mesmo número agora previsto para o fim de 2022.

A companhia citou atraso das licenças necessárias para sustentar o nível de produção, além de atrasos nas frentes de lavra N3 e N1/N2.

A empresa também citou faseamento do projeto Gelado, com o início projetado em 5 milhões de toneladas, versus 10 milhões anteriormente.

A previsão anterior para o Sistema Norte era de 230 milhões de toneladas.

A Vale ainda manteve sua estimativa para a capacidade de produção de minério de ferro ao final de 2021 em 343 milhões de toneladas por ano, número que havia sido revisado ao final de julho, citando impactos de restrições temporárias em Itabira, Mutuca e no Sistema Norte.

Atualmente, a capacidade é de 335 milhões de toneladas.

Para o médio prazo, a companhia passou a estimar 400 milhões de toneladas, enquanto no longo prazo esse número ficaria entre 400 milhões e 450 milhões de toneladas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos