Mercado fechará em 1 h 18 min

Vale provisiona R$ 7,4 bilhões para eliminar 9 barragens iguais a Brumadinho

Tragédia em Brumadinho matou quase 300 pessoas e, até hoje, há buscas por corpos na região (Foto: Douglas Magno/AFP/Getty Images)

A Vale informou já ter provisionado US$ 1,9 bilhão - o equivalente a R$ 7,4 bilhões - para acelerar o encerramento de 9 barragens de resíduos no estado de Minas Gerais. A empresa divulgou o comunicado na noite de sexta-feira (7).

A medida faz parte de uma resposta ao rompimento da barragem de Brumadinho (MG). EM janeiro, a empresa já tinha anunciado a decisão de eliminar todas as barragens construídas com o método montante, o mesmo utilizado no caso em questão e em Mariana.

Leia também

Segundo o comunicado, duas barragens serão completamente eliminadas em três anos, enquanto cinco serão transformadas no modelo jusante, considerada mais seguro, antes de serem descontinuadas. As duas últimas terão seu fator de segurança elevado dentro de três anos.

"As primeiras obras de descaracterização da barragem 8B, na mina de Águas Claras, já foram iniciadas", destaca a empresa na apresentação. "Nenhuma das nove barragens a montante recebe novos rejeitos e as operações próximas a elas também se encontram paralisadas, como requisito para o andamento do processo de descaracterização", acrescenta.

A Vale estima despesas entre US$ 150 milhões e US$ 200 milhões em 2019, cerca de US$ 500 milhões em 2020 e entre US$ 150 milhões e US$ 200 milhões nos "próximos anos".

Segundo a empresa, em 2019, os investimentos em gestão de barragens totalizarão R$ 256 milhões, ante R$ 241 milhões em 2018.