Mercado fechado

Vale a pena ter uma VPN residencial?

Ariane Velasco

VPN é uma sigla para “Virtual Private Network” (em português, rede virtual privada) e é responsável por criar uma rede de comunicações entre computadores e dispositivos que têm acesso à rede. Assim, os dados de comunicação entre os dispostivios que estão conectados a uma mesma rede se mantém seguros e codificados, dificultando sua interceptação por terceiros.

A VPN residencial pode permitir, além disso, que seu usuário possa acessar, de forma anônima, sites e serviços que não estão disponíveis no Brasil. Assim, é possível fazer com que pensem que você está nos EUA, mesmo estando no Brasil, por conta do número de IP (uma vez que outras informações são protegidas e não podem ser visualizadas). Esse recurso pode ser útil para acessar, por exemplo, o catálogo estadunidense do Netflix ou assistir vídeos no YouTube que são bloqueados para o Brasil.

O serviço de VPN residencial garante a privacidade de seus usuários (Imagem: Reprodução)

Vantagens da VPN residencial

A maior vantagem de utilizar uma VPN residencial é a garantia de segurança e privacidade oferecida por ela. Disponível tanto em programas pagos quanto gratuitos, o serviço adiciona uma camada extra de segurança para acessar sites de bancos e até inserir informações como o número de seu cartão de crédito para fazer compras online.

Por outro lado, muitos usuários atestam certa perda de velocidade na rede após o uso de uma VPN residencial. Por isso, antes de adquirir a sua, vale a pena se atentar aos pontos positivos e negativos de usar uma VPN. Confira quais são eles logo a seguir:

VPN Residencial: Pontos positivos

Aumento da segurança

Uma VPN residencial, conforme já dito, pode oferecer uma camada extra de segurança à sua navegação na rede. Isso porque o serviço pode prevenir ataques de malwares e outros tipos de vírus responsáveis pela quebra do sigilo de informações importantes.
Além disso, algumas VPNs permitem que o usuário tenha acesso a um conteúdo que explica como sua navegação é mostrada para terceiros, exibindo informações como o consumo de dados e a velocidade com a qual o processo está sendo executado.

Uma VPN residencial pode proteger dados sigilosos dos usuários (Imagem: Reprodução)

Privacidade

Além da segurança, o uso de uma VPN residencial garante maior privacidade durante sua navegação, ocultando detalhes como o local onde você se encontra, dados sigilosos, informações pessoais (como endereço e telefone) entre outros. Isso impede que propagandas publicitárias sejam criadas a partir de seus dados de navegação e inibe inconvenientes como a exibição de produtos com base em suas buscas em sites.

VPN residencial: Pontos negativos

Alto custo

Se você realmente deseja utilizar uma boa VPN, terá que desembolsar algum dinheiro. Os melhores programas disponíveis possuem planos que custam a partir de R$20 por mês. Além disso, existem provedores que oferecem planos por períodos mais longos.
Existem também VPNs gratuitas, no entanto algumas delas podem utilizar seus dados pessoais (os mesmos que você tenta manter sob sigilo) para fins comerciais, o que pode não ser tão agradável.

Uma VPN residencial pode custar dinheiro (Imagem: Reprodução)

Perda na velocidade da conexão

Infelizmente, toda a VPN comercial ou residencial implica em uma perda na velocidade da Internet. Por isso, se você já possui um plano de Internet que não costuma ser muito rápido, vale considerar adquirir um pacote mais rápido ou reavaliar a utilidade de uma VPN.

Coleta de dados

Conforme já mencionado anteriormente, os programas de VPN disponíveis podem coletar dados pessoais dos usuários (como perfil socioeconômico e fonte de renda). A única garantia que você tem de que isso não ocorrerá é a palavra da empresa provedora do serviço, o que pode tornar seu uso um pouco arriscado.
Antes de adquirir sua VPN residencial, realize uma boa pesquisa a fim de saber se ela não coletou informações indevidas em algum momento.

As empresas fornecedoras de VPN residencial podem coletar dados dos usuários (Imagem: Reprodução)

Vale mesmo a pena ter uma VPN residencial?

Não é possível afirmar com 100% de certeza se vale a pena ou não ter uma VPN residencial. Cabe ao próprio usuário, portanto, avaliar todos os pontos acima para decidir se sua privacidade é, de fato, mais importante do que a perda da velocidade da Internet, por exemplo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: