Mercado abrirá em 3 h 13 min

Vale e Petrobras adotam novas medidas preventivas em meio à pandemia

Por Marta Nogueira e Rodrigo Viga Gaier

Por Marta Nogueira e Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - As duas gigantes brasileiras Vale e Petrobras adotaram novas medidas de prevenção em meio à pandemia do novo coronavírus, incluindo trabalho remoto para parte de seus funcionários e suspensão de viagens, informaram as companhias à Reuters nesta segunda-feira.

A mineradora adotará trabalho remoto para empregados e terceiros em atividades administrativas em diversos escritórios no Brasil e no mundo a partir desta segunda-feira, além de ter suspendido ou cancelado viagens não essenciais.

Já a Petrobras adotou regime de trabalho remoto para funcionários que pertencem a grupos de risco, como os que têm mais de 65 anos, dentre outros.

A petroleira também suspendeu viagens e treinamentos e está monitorando trabalhadores de plataformas ou que tenham voltado do exterior -- esses últimos deverão trabalhar em "home-office" de maneira preventiva por períodos de 7 a 14 dias, de acordo com os países de origem.

As ações de ambas as companhias vêm amargando perdas em meio ao avanço do coronavírus no mundo, uma vez que as duas fornecem commodities que reagem diretamente ao desempenho da economia global. A pandemia tem paralisado atividades em todo mundo e gerando temores de uma grande desaceleração econômica.


VALE

Globalmente, a Vale --uma das maiores produtoras globais de minério de ferro-- tem aproximadamente 110 mil empregados próprios e terceiros. Cada região adotará um regime específico de trabalho remoto, de acordo com a realidade local, segundo a empresa.

Apenas na sede da Vale, no Rio de Janeiro, 1.800 empregados podem começar a trabalhar remotamente a partir desta segunda-feira. A recomendação da empresa é para que compareçam presencialmente ao prédio no Rio de Janeiro o "mínimo de pessoas para manter serviços essenciais".

A companhia afirmou que empregados do escritório de Toronto, no Canadá, também começam a trabalhar remotamente a partir desta segunda-feira.

Alguns escritórios da empresa no mundo já estavam operando em regime remoto, como China, Japão, Cingapura e Suíça.

"A medida é preventiva e tem o objetivo de garantir a segurança dos empregados e da sociedade em geral reduzindo a circulação de pessoas em um mesmo ambiente, além da exposição a ambientes coletivos como ônibus, metrô e elevadores", afirmou.

"Globalmente, a empresa cumpre os protocolos de saúde e segurança estabelecidos pelas autoridades e agências de cada país e as ações determinadas pelo plano interno de preparação e resposta à pandemia - o que for mais restritivo - e monitora de perto o desdobramento da situação."

As viagens não-essenciais internacionais e domésticas também foram canceladas ou suspensas pela Vale até novo aviso.

Na semana passada, a Vale havia advertido em nota que poderia vir a adotar medidas de contingência ou eventualmente suspender operações em função do alastramento do coronavírus no mundo, ainda que a empresa tenha destacado que, até então, não havia sofrido qualquer impacto da doença.


PETROBRAS

A petroleira estatal brasileira informou à Reuters que suspendeu viagens ao exterior, incluindo todos os treinamentos programados.

Além disso, ela tem feito aferição de temperatura no embarque de funcionários em todos os aeroportos de onde saem voos para unidades marítimas da companhia.

"Colaboradores voltando de viagens ao exterior a trabalho ou em férias ficarão em 'home-office' por sete dias. Empregados que estejam voltando de países com alto risco de contágio deverão permanecer em casa por 14 dias, como medida adicional de segurança", afirmou.

A companhia também vai suspender temporariamente eventos e reuniões presenciais com mais de 20 pessoas e dará preferência a reuniões online.

Segundo a Petrobras, outra medida será adoção de teletrabalho para pessoas do grupo de risco, que incluem os maiores de 65 anos, portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica e aquelas com baixa imunidade, decorrente principalmente de tratamentos oncológicos (quimio ou radioterapia), insuficiência renal crônica ou transplantes de órgãos.

Pais e mães de crianças em idade escolar em cidades com aulas suspensas também poderão atuar em teletrabalho, o que dependerá de avaliação do gestor.


(Por Marta Nogueira e Rodrigo Viga Gaier)