Mercado fechará em 5 h 54 min

Vale consegue suspender exigência de garantia de R$ 7,9 bi por Brumadinho

Ivan Ryngelblum

Decisão liminar obtida pela mineradora desobriga a companhia de manter reserva para cobrir eventual sanção que venha a ser imposta em razão da tragédia de Minas Gerais A Vale informou que o desembargador Peixoto Henriques, do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG), concedeu liminar determinando a suspensão da exigência de prestar garantia de R$ 7,9 bilhões por eventuais indenizações por danos causados em Brumadinho (MG).

Segundo o comunicado, o desembargador, relator provisório do recurso interposto pela companhia, considerou que não há elementos que evidenciem riscos futuros de descumprimento de uma posterior decisão sobre o caso por parte da Vale.

A suspensão vigora até nova decisão do desembargador Belizario de Lacerda, que poderá ratificar ou alterar a decisão atual.

Em maio, a Justiça de Minas Gerais determinou que a Vale apresentasse garantias no valor de R$ 7,9 bilhões para cobrir eventual sanção que venha a ser imposta em razão da tragédia ocorrida na cidade mineira de Brumadinho no ano passado com uma das barragens da empresa.

A quantia foi calculada levando em conta que a Vale poderá ser multada a arcar com um valor equivalente a 5% de sua receita operacional líquida.

Helicóptero busca por sobreviventes na lama da tragédia de Brumadinho (MG)

AP Photo