Mercado fechará em 3 h 5 min
  • BOVESPA

    111.590,43
    -2.203,85 (-1,94%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.577,76
    -614,57 (-1,18%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,09
    -0,52 (-0,72%)
     
  • OURO

    1.753,10
    -3,60 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    47.710,54
    -251,00 (-0,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.210,17
    -15,36 (-1,25%)
     
  • S&P500

    4.445,04
    -28,71 (-0,64%)
     
  • DOW JONES

    34.629,32
    -122,00 (-0,35%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1927
    +0,0079 (+0,13%)
     

Vai um cafezinho aí? Confira 6 benefícios do café para a saúde

·3 minuto de leitura

O café não só fornece mais energia, como também pode ajudar a reduzir o risco de doenças crônicas e até melhorar o condicionamento físico. Inúmeros estudos já apontaram diferentes benefícios que o café pode trazer para a saúde das pessoas, e nós listamos seis deles:

1. Queima de gordura

A começar pelos benefícios no condicionamento físico, o café pode auxiliar na queima de gordura. Pelo menos, é isso o que afirma um estudo publicado na American Journal of Clinical Nutrition. A cafeína é encontrada em quase todos os suplementos comerciais para queima de gordura. Segundo o relatório em questão, a cafeína pode aumentar a taxa metabólica em 3 a 11%.

2. Redução do risco de diabetes tipo 2

Outra característica da cafeína é reduzir o risco de diabetes tipo 2, um problema de saúde que afeta milhões de pessoas em todo o mundo, caracterizado por níveis elevados de açúcar no sangue. Alguns estudos observam que as pessoas que bebem mais café têm um risco 23% a 50% menor de contrair essa doença. Segundo uma das análises, em um total de 457.922 pessoas, cada xícara de café diária foi associada a uma redução de 7% no risco de diabetes tipo 2.

3. Prevenção do Alzheimer

O mal de Alzheimer é a doença neurodegenerativa mais comum do mundo. Geralmente, afeta pessoas com mais de 65 anos e não há cura conhecida. No entanto, algumas coisas podem ser feitas para evitar a aparição da doença. E aparentemente, beber café é uma delas. Isso porque, de acordo com estudos publicados na European Journal of Neurology, as pessoas que bebem café têm um risco até 65% menor de contrair Alzheimer.

(Imagem: Rene Lehmkuhl/Unsplash)
(Imagem: Rene Lehmkuhl/Unsplash)

4. Prevenção de Parkinson

A doença de Parkinson é a segunda doença neurodegenerativa mais comum, logo atrás do Alzheimer, e é causada pela morte de neurônios geradores de dopamina no cérebro. Tal como acontece com o Alzheimer, não existe cura conhecida, o que torna muito mais importante focar na prevenção. E um estudo mostra que pessoas que bebem café têm um risco muito menor de contrair a doença (de 32% a 60% menos risco). Nesse caso, a própria cafeína parece ser benéfica, já que as pessoas que bebem café descafeinado não têm um risco menor de Parkinson.

5. Proteção do fígado

Além disso, o café ainda pode proteger o fígado. Várias doenças comuns afetam principalmente o fígado, como hepatite, por exemplo, e muitas dessas condições podem levar à cirrose. E o café pode proteger contra a cirrose: um estudo aponta que pessoas que bebem 4 ou mais xícaras por dia têm risco até 80% menor de desenvolver a doença.

6. Combate à depressão

A American Psychiatric Association descreve a depressão como um transtorno que pode ter consequências sérias. A depressão clássica, ou transtorno depressivo maior, causa sintomas graves que afetam a maneira como a pessoa se sente, pensa e lida com as atividades diárias. Aqui no Canaltech, já falamos muito sobre esse transtorno. Em um estudo de Harvard publicado em 2011, as mulheres que bebiam 4 ou mais xícaras de café por dia tinham um risco 20% menor de ficarem deprimidas. Outro estudo com 208.424 indivíduos descobriu que aqueles que bebiam 4 ou mais xícaras por dia tinham 53% menos probabilidade de morrer por suicídio.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos