Mercado abrirá em 4 h 31 min

Vai fazer o Enem neste domingo? Veja tudo o que você precisa saber antes da prova

Extra
·4 minuto de leitura
Foto: Leandro Ferreira/Fotoarena/Agência O Globo / Agência O Globo

RIO — As primeiras provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ocorrem neste domingo (17) e, faltando poucas horas para a abertura dos portos, é importante ter hábitos saudáveis de estudo, rever o que será necessário levar para a avaliação e relembrar as regras e procedimentos de prevenção à Covid-19 que serão exigidos.

O GLOBO preparou uma lista de tudo o que você precisa saber para fazer a prova.

Especialistas afirmam que cada estudante deve entender o que é melhor para si, logo alguns vão dedicar mais tempo para estudo, enquanto outros vão preferir um descanso antes da maratona de horas da prova. A indicação é não fazer esforços que possam gerar cansaço ou ansiedade nesse momento. O descanso, portanto, é fundamental.

Uma boa opção é escolher atividades prazerosas com pessoas de que você gosta — respeitando os protocolos sanitários da Covid-19, como usar máscaras e evitar aglomerações. Ver um filme com familiares, jogar on-line ou praticar um exercício físico leve ao ar livre podem ser boas alternativas.

Fundamental é reservar as horas de sono para que, no dia seguinte, haja disposição para a realização da prova.

O candidato não deve ir fazer a prova e nem se encontrar com ninguém. O Inep reforça essa orientação e diz que essas pessoas terão o direito de pedir para fazer o Enem em outra data.

Para isso, é preciso procurar um serviço de saúde e pedir um laudo, que deve ser legível e atestar a doença. O candidato, então, precisa tirar uma foto deste laudo ou escaneá-lo para anexá-lo na Página do Participante (www.enem.inep.gov.br/participante). Não é necessário um teste específico de Covid-19, basta o laudo médico com o nome completo do participante, diagnóstico com a descrição da condição, o código correspondente à Classificação Internacional de Doença, além da assinatura e da identificação do profissional, com o registro do Conselho Regional de Medicina.

O procedimento é o mesmo. Ele tem de ir a um atendimento de saúde, pedir um laudo atestando a doença e o submeter na Página do Participante. A única diferença é que, além disso, também é necessário ligar para 0800 616161 no dia da prova e informar a condição de saúde.

Não. Quem estiver com coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenzae, doença meningocócica e outras meningites, varíola, influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola e varicela tem o mesmo direito.

A reaplicação será nos dias 23 e 24 de fevereiro.

Faça uma lista com tudo que você vai precisar, como caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente (só pode ser essa), máscaras, lanche, álcool gel, água e um documento de identificação com foto (pode ser carteira de identidade ou de motorista, por exemplo). O cartão de confirmação, impresso ou no aplicativo, é importante para saber seu local de prova, mas não é obrigatório.

Fique atento também ao que não se pode levar, como óculos escuros e artigos de chapelaria (como bonés ou gorros), caneta de material não transparente, lápis, lapiseira, borrachas, réguas, corretivos, livros, anotações, protetor auricular, relógio de qualquer tipo, e quaisquer dispositivos eletrônicos.

O Inep diz que haverá distanciamento dentro das salas e uso de máscara obrigatório. Além disso, será possível denunciar candidatos que não respeitarem as regras sanitárias contra a Covid-19. Haverá fiscais, chefes de sala e coordenadores nos locais de prova para, entre outras funções, fiscalizar. Quem não usar a máscara adequadamente será eliminado.

Sim. O candidato pode levar mais de uma máscara e trocá-la. A indicação é levar várias máscaras e trocá-las a cada duas horas. O candidato também está liberado a retirar a máscara para comer e beber dentro da sala, mas deve recolocá-la imediatamente.

Quem não levar máscaras não poderá entrar no local de prova e perderá o exame caso não consiga alguma.

Além disso, para entrar na sala, é preciso se identificar tirando a máscara e entregando um documento com foto. O Inep recomenda tirar a máscara sem tocar na parte frontal, e depois higienizar as mãos com álcool em gel que o aluno pode levar ou pegar com o fiscal.

Os portões dos locais de aplicação abrem às 11h30 e se fecham pontualmente às 13h. A prova começa às 13h30. Não chegue em cima da hora, evite aglomerações.