Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.811,40
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    16.974,64
    +24,78 (+0,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Vagas de emprego disponíveis nos EUA aumentam inesperadamente em setembro

Placa sinaliza oportunidade de emprego em Somerville, Massachusetts, EUA

WASHINGTON (Reuters) - As vagas de emprego em aberto nos Estados Unidos cresceram inesperadamente em setembro, sugerindo que a demanda por mão de obra continua forte, apesar dos aumentos agressivos da taxa de juros do Federal Reserve.

As vagas de emprego disponíveis, uma medida da demanda por trabalho, aumentaram em 437 mil para 10,7 milhões até o último dia de setembro, disse o Departamento do Trabalho em seu relatório mensal Jolts nesta terça-feira. Economistas consultados pela Reuters previam 10 milhões de vagas disponíveis.

O relatório foi publicado enquanto as autoridades do Fed se encontram para uma reunião de política monetária de dois dias. O banco central norte-americano deve realizar um novo aumento de 75 pontos-base em sua taxa de juros na quarta-feira, conforme luta para esfriar a demanda por mão de obra e a economia em geral para reduzir a inflação para sua meta de 2%.

(Reportagem de Lucia Mutikani)