Mercado abrirá em 6 h 47 min
  • BOVESPA

    108.376,35
    -737,80 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.006,11
    +197,55 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,48
    -1,02 (-1,30%)
     
  • OURO

    1.631,20
    -5,00 (-0,31%)
     
  • BTC-USD

    18.821,50
    -1.354,77 (-6,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    430,64
    -28,50 (-6,21%)
     
  • S&P500

    3.647,29
    -7,75 (-0,21%)
     
  • DOW JONES

    29.134,99
    -125,82 (-0,43%)
     
  • FTSE

    6.984,59
    -36,36 (-0,52%)
     
  • HANG SENG

    17.400,55
    -459,76 (-2,57%)
     
  • NIKKEI

    26.084,34
    -487,53 (-1,83%)
     
  • NASDAQ

    11.272,25
    -61,50 (-0,54%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1400
    -0,0199 (-0,39%)
     

Vagas em aberto nos EUA aumentam em julho

Anúncio de vaga de trabalho em bar de Boston, EUA

WASHINGTON (Reuters) - As vagas de emprego em aberto nos Estados Unidos aumentaram em julho, sem dar sinais de que a demanda por mão de obra está desacelerando, o que pode manter o Federal Reserve em sua trajetória agressiva de aperto da política monetária.

As vagas de emprego em aberto, uma medida da demanda por mão de obra, subiram para 11,239 milhões no último dia de julho, informou o Departamento do Trabalho em seu relatório mensal Jolts nesta terça-feira.

Os dados de junho foram revisados para cima para mostrar 11,040 milhões de vagas de emprego em aberto em vez de 10,698 milhões, conforme relatado anteriormente. Economistas consultados pela Reuters previam 10,45 milhões de vagas.

O Fed está tentando esfriar a demanda por mão de obra e a economia em geral para reduzir a inflação para sua meta de 2%.

O chair do Fed, Jerome Powell, alertou na semana passada que os norte-americanos estão caminhando para um período doloroso de crescimento econômico lento e possivelmente aumento do desemprego, já que o banco central dos EUA eleva agressivamente a taxa de juros em uma tentativa de equilibrar oferta e demanda. O Fed elevou sua taxa básica de juros em 225 pontos-base desde março.

(Reportagem de Lucia Mutikani)