Mercado fechará em 2 h 38 min

Vaga de estacionamento custa R$ 528 mil e, de tão estreita, obriga a sair pelo teto

Vaga de estacionamento custa R$ 528 mil e, de tão estreita, obriga a sair pelo teto (Foto: Ben Stansall / AFP)
Vaga de estacionamento custa R$ 528 mil e, de tão estreita, obriga a sair pelo teto (Foto: Ben Stansall / AFP)
  • A vaga fica entre duas paredes e tem apenas dois metros de largura;

  • O espaço está localizado em uma área bastante movimentada de Londres;

  • Por conta da dificuldade em estacionar em segurança, o dono da vaga cobriu as paredes com material emborrachado.

Não é novidade que as vagas de estacionamento no perímetro urbano de grandes cidades pelo mundo têm ficado cada vez mais raras. Nesse cenário, uma vaga em Londres, na Inglaterra, chama atenção pelo alto valor por metro quadrado. Entre duas paredes e tendo apenas dois metros de largura, ela custa 85 mil libras (cerca de R$ 528 mil).

Por conta espaço insuficiente inclusive para abrir as portas, quem estacionar nessa preciosidade é praticamente obrigado a sair pelo teto do veículo. O alto valor em relação ao espaço oferecido talvez seja explicado pelo fato do espaço estar localizado em Knightsbridge, uma área bastante valorizada e desenvolvida no centro da capital inglesa.

Pensando em evitar arranhões nos veículos por conta do curto espaço para estacionar com segurança, o dono da vaga até cobriu algumas extremidades das paredes afiadas com um material emborrachado.

Estacionamento para carros voadores abre no Reino Unido

Em abril deste ano, foi inaugurado no Reino Unido o Air-One, um porto vertical que servirá de ponto de aterrissagem para drones de entrega e, no futuro, para carros voadores.

Este é o primeiro do tipo inaugurado no país, que inaugura um novo estágio no transporte aéreo sustentável, com baixa emissão de carbono. Operado pela Urban-Air Port por um mês, esse porto vertical servirá de protótipo de testes para os mais de 200 que a empresa pretende abrir nos próximos cinco anos.

Por enquanto o local serve como ponto de aterrissagem de drones de entrega. Nesta estreia foi utilizado um drone T150 da Malloy Aeronautics, emprestado pelo exército britânico. Ele trouxe para cima uma caixa de espumantes, de cerca de 12 kgs, como voo inaugural.

A ideia principal é que no futuro esses portos sejam utilizados por veículos voadores, conhecidos como eVTOLs (veículos elétricos de decolagem e aterrissagem vertical na tradução para o português), que farão o transporte de passageiros, como um helicóptero de menor impacto, ou um táxi voador.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos