Mercado fechado
  • BOVESPA

    126.003,86
    +951,08 (+0,76%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.897,79
    +629,34 (+1,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.797,20
    -2,00 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    37.528,40
    +2.794,46 (+8,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    905,01
    -10,48 (-1,14%)
     
  • S&P500

    4.422,30
    +10,51 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    35.144,31
    +82,76 (+0,24%)
     
  • FTSE

    7.025,43
    -2,15 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    26.192,32
    -1.129,66 (-4,13%)
     
  • NIKKEI

    27.833,29
    +285,29 (+1,04%)
     
  • NASDAQ

    15.120,75
    +3,00 (+0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1089
    -0,0127 (-0,21%)
     

Vacinas oferecem alta proteção contra variante delta da Covid

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- As vacinas da Pfizer e da AstraZeneca contra a Covid-19 são altamente eficazes após duas doses para prevenir a hospitalização de pessoas infectadas com a variante delta, ressaltando a urgência de proteger totalmente a população, afirmaram as autoridades de saúde na Inglaterra.

O imunizante desenvolvido por Pfizer e BioNTech é 96% eficaz para impedir hospitalização após duas doses. No caso da vacina desenvolvida pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford, a eficácia é de 92%. A análise foi divulgada na segunda-feira pela Saúde Pública da Inglaterra (PHE). Os resultados são comparáveis com a proteção oferecida contra a variante alfa, que surgiu pela primeira vez na Grã-Bretanha.

O Reino Unido se apressa para imunizar a população e enfrentar a disseminação da variante detectada pela primeira vez na Índia. Os resultados aliviam o temor de que um rápido aumento nos casos de Covid-19 possa sobrecarregar o sistema hospitalar.

“As vacinas são a ferramenta mais importante que temos contra a Covid-19”, disse Mary Ramsay, chefe de imunização da PHE, em comunicado. “É absolutamente vital você receber ambas as doses assim que são oferecidas para obter proteção máxima contra todas as variantes existentes e emergentes.”

Ainda está em andamento o trabalho para definir o nível de proteção contra óbito resultante de infecções pela variante delta, mas a expectativa é que seja um nível elevado, como acontece com outras variantes, adiantaram as autoridades. A análise, realizada entre 12 de abril e 4 de junho, incluiu mais de 14.000 casos da variante delta, sendo que 166 pessoas foram hospitalizadas.

Pesquisadores na Escócia já haviam concluído que a vacina da Pfizer oferece 92% de proteção contra a variante alfa e 79% contra a delta 14 dias após a segunda dose. A vacina da Astra tem taxas de proteção de 73% e 60%, respectivamente. Os autores alertaram que a comparação entre as vacinas deve ser interpretada com cautela devido à natureza observacional dos dados.

Pessoas infectadas com a variante delta têm mais que o dobro de chance de necessitar internação do que as pessoas infectadas com a variante alfa identificada no Reino Unido no ano passado, de acordo com as conclusões publicadas na revista The Lancet.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos