Mercado fechará em 6 h 35 min

Vacina deveria ser sim obrigatória, diz Doria, em resposta a Bolsonaro

ARTUR RODRIGUES
·1 minuto de leitura
***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, 27.03.2020 - O governador de São Paulo, João Doria, durante coletiva de imprensa após visita as obras de instalação do Hospital Municipal de Campanha de Combate ao Coronavírus no estádio do Pacaembu. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, 27.03.2020 - O governador de São Paulo, João Doria, durante coletiva de imprensa após visita as obras de instalação do Hospital Municipal de Campanha de Combate ao Coronavírus no estádio do Pacaembu. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governo João Doria (PSDB) afirmou que a vacina contra coronavírus deva ser obrigatória no país, repercutindo fala de Jair Bolsonaro (sem partido), que afirmou que ninguém seria obrigado a se vacinar.

"Em relação a manifestação feita ontem pelo presidente Jair Bolsonaro em relação à não obrigatoriedade da vacina, quero respeitosamente discordar dessa posição. A meu ver, a vacina deveria ser sim obrigatória para todos os brasileiros. Não consigo imaginar como cristão que sou que alguém renegue a possibilidade de continuar vivendo, que alguém faça a sua posição para a morte", disse Doria, em coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Doria afirmou ser a favor de que a vacina seja uma opção pessoal, mas reforçou que é favorável à obrigatoriedade do procedimento.

Doria ainda elogiou Bolsonaro e pediu a revisão do posicionamento. "Entendo que essa manifestação do presidente Jair Bolsonaro possa ser revista, ele tem tido no âmbito do Ministério da Saúde com o ministro Eduardo Pazuelo posições muito corretas, muito assertivas, e penso que a posição da saúde deva ser aquela que prevaleça sobre decisões de ordem ideológica ou que se afastem do dever de proteger a saúde e à vida", disse.