Mercado abrirá em 35 mins
  • BOVESPA

    128.767,45
    -497,51 (-0,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.129,88
    -185,81 (-0,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,58
    +0,73 (+1,00%)
     
  • OURO

    1.786,00
    +8,60 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    34.016,28
    +2.401,55 (+7,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    813,96
    +19,63 (+2,47%)
     
  • S&P500

    4.246,44
    +21,65 (+0,51%)
     
  • DOW JONES

    33.945,58
    +68,61 (+0,20%)
     
  • FTSE

    7.117,65
    +27,64 (+0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.817,07
    +507,31 (+1,79%)
     
  • NIKKEI

    28.874,89
    -9,24 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    14.275,25
    +17,00 (+0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9106
    -0,0092 (-0,16%)
     

Vacina da Pfizer/BioNTech pode ser eficaz contra variante indiana do coronavirus

·1 minuto de leitura

Na última quinta-feira (20), Ugur Sahin, presidente-executivo da BioNTech, farmacêutica que desenvolveu uma das vacinas contra Covid-19 em uso no Brasil, anunciou que o imunizante em questão deve ser eficaz contra a nova variante do coronavírus detectada pela primeira vez na Índia, assim como já demonstrou eficácia contra a variante sul-africana.

Segundo comunicado divulgado pela própria empresa, Sahin se sentiu encorajado pelas recentes descobertas de um artigo científico baseado em análises de sangue de indivíduos vacinados, que mostraram que os anticorpos produzidos pela vacina foram capazes de neutralizar a variante em questão.

Vacina da Pfizer/BioNTech pode ser eficaz contra variante indiana do coronavirus (Imagem: Diana Polekhina/Unsplash)
Vacina da Pfizer/BioNTech pode ser eficaz contra variante indiana do coronavirus (Imagem: Diana Polekhina/Unsplash)

Anteriormente, as empresas responsáveis pelo imunizante concluíram 75% de eficácia contra a variante sul-africana. A estimativa é que a eficácia contra a variante indiana seja semelhante. "Até agora, tivemos a chance de testar nossa vacina contra mais de 30 variantes do vírus. Ela se mostrou eficaz contra mutações até agora", afirmou Sahin. "Esperamos que nossa vacina proteja contra infecções em 70% a 75%", estimou o executivo.

A variante indiana, conhecida como B.1.617.2, já se espalhou para pelo menos 26 países. A própria OMS chegou a afirmar que a vacina da Pfizer parece ser capaz de proteger contra variantes.

Vale apontar que a vacina já mostrou uma eficácia de 94%, referente ao total de contaminações sintomáticas, e 92%, referente às ocorrências graves de COVID-19.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos