Mercado abrirá em 35 mins
  • BOVESPA

    112.282,28
    +2.032,55 (+1,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.338,34
    +510,21 (+1,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,72
    -0,51 (-0,71%)
     
  • OURO

    1.773,80
    -5,00 (-0,28%)
     
  • BTC-USD

    43.504,25
    +1.452,12 (+3,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.088,76
    +48,28 (+4,64%)
     
  • S&P500

    4.395,64
    +41,45 (+0,95%)
     
  • DOW JONES

    34.258,32
    +338,48 (+1,00%)
     
  • FTSE

    7.074,43
    -8,94 (-0,13%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.236,50
    +73,00 (+0,48%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1830
    -0,0258 (-0,42%)
     

Vacina da Janssen vai ter segunda dose? Anvisa pede detalhes sobre reforço

·2 minuto de leitura

Na sexta-feira (20), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) solicitou à Janssen — braço farmacêutico da Johnson & Johnson — informações sobre os estudos de reforço da vacina contra o coronavírus SARS-CoV-2. Na solicitação, a agência busca saber se há dados científicos ou regulatórios que possam subsidiar a questão da segunda dose contra a COVID-19. Isso porque este imunizante funciona, até agora, em dose única.

"O objetivo da Anvisa é antecipar informações que permitam avaliar o cenário em torno da necessidade ou não de doses adicionais das vacinas contra COVID-19 em uso no Brasil", afirmou a agência, em nota. A Anvisa solicitou que a empresa agende uma reunião com os técnicos da Anvisa para discutir dados que possam estar disponíveis e também estudos em andamento, cronogramas e resultados interinos.

Anvisa solicita reunião com a Janssen para falar sobre necessidade de reforço contra a COVID-19 (Imagem: Reprodulção/FabrikaPhoto/Envato Elements)
Anvisa solicita reunião com a Janssen para falar sobre necessidade de reforço contra a COVID-19 (Imagem: Reprodulção/FabrikaPhoto/Envato Elements)

Nos Estados Unidos, onde a vacina da Janssen também é adotada, a terceira dose dos imunizantes de mRNA (RNA mensageiro), como as fórmulas da Pfizer/BioNTech e da Moderna, já foi aprovada. No entanto, a questão de reforços para a fórmula da Janssen ainda está aberta em solo norte-americano.

Doses de reforço contra a COVID-19 no Brasil

Na quinta-feira passada (19), a Anvisa realizou uma reunião com a Pfizer para solicitação semelhante de dados sobre a necessidade (ou não) da aplicação de doses adicionais da sua vacina e quando isso precisaria acontecer.

De acordo com a diretora da Anvisa responsável pela área de medicamentos e vacinas, Meiruze Freitas, essa reunião é entendida como um esforço para olhar à frente e antecipar a discussão. Segundo Freitas, a principal questão é entender se e quando essas doses serão necessárias, o que pode ter impacto no esquema de imunização em uso no país. Após o encontro, foi definido que a Anvisa e a Pfizer terão uma agenda permanente para acompanhar os dados que são levantados sobre uma eventual terceira dose.

Na quarta-feira (18), a Anvisa também recomendou que o Ministério da Saúde avaliasse a possibilidade de aplicar a terceira dose de um imunizante em grupos prioritários que receberam a CoronaVac, especialmente em pacientes imunossuprimidos e idosos com mais de 80 anos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos