Mercado fechará em 2 h 8 min
  • BOVESPA

    110.355,15
    -1.568,78 (-1,40%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.887,62
    -346,75 (-0,68%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,27
    -0,71 (-0,89%)
     
  • OURO

    1.786,20
    -23,40 (-1,29%)
     
  • BTC-USD

    17.082,77
    +53,59 (+0,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    403,49
    -7,73 (-1,88%)
     
  • S&P500

    4.021,11
    -50,59 (-1,24%)
     
  • DOW JONES

    34.112,72
    -317,16 (-0,92%)
     
  • FTSE

    7.567,54
    +11,31 (+0,15%)
     
  • HANG SENG

    19.518,29
    +842,94 (+4,51%)
     
  • NIKKEI

    27.820,40
    +42,50 (+0,15%)
     
  • NASDAQ

    11.869,25
    -141,00 (-1,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5292
    +0,0352 (+0,64%)
     

Vacina da covid-19 evitou a morte de mais de 63 mil idosos nos primeiros 8 meses

A partir de dados de janeiro a agosto de 2021, cientistas brasileiros calculam que as vacinas contra a covid-19 pouparam a vida de 54 mil a 63 mil pessoas com mais de 60 anos. Em paralelo, os imunizantes evitaram 158 mil a 178 mil hospitalizações de idosos no mesmo período no Brasil.

Publicado na revista científica The Lancet Regional Health Americas, o estudo sobre os efeitos da vacina da covid-19 e capacidade de salvar vidas do imunizante foi liderado pelo Observatório Covid-19 Brasil. O grupo conta com pesquisadores de diferentes instituições, como Universidade Estadual Paulista (Unesp), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Vale lembrar que, no mundo, as vacinas da covid-19 pouparam 19,8 milhões de vidas em todo o ano de 2021, segundo outro estudo. Este foi desenvolvido por pesquisadores do Imperial College London, no Reino Unido.

Em 8 meses, vacina da covid-19 poupou a vida de 63 mil idosos no Brasil (Imagem: FabrikaPhoto/Envato)
Em 8 meses, vacina da covid-19 poupou a vida de 63 mil idosos no Brasil (Imagem: FabrikaPhoto/Envato)

Vacina da covid-19 poderia salvar mais idosos no Brasil

Se os primeiros lotes de vacinas tivessem desembarcado no Brasil de forma mais rápida — o ano de 2021 foi marcado por atrasos nas entregas dos imunizantes, discussões de contratos e por falta de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) —, o cenário da pandemia da covid-19 seria outro no país. Isso porque, no total, 94 mil a 116 mil vidas poderiam ter sido salvas. Além disso, 251 mil a 292 mil hospitalizações seriam evitadas apenas entre os que tinham mais de 60 anos.

Com menos 94 mil mortes apenas nos primeiros oito meses da vacinação contra a covid-19 e menos 251 mil internações apenas de idosos, dificilmente o Brasil teria alcançado a marca de mais de 680 mil óbitos pelo coronavírus SARS-CoV-2. Hoje, é o segundo país em mortes totais pela infecção.

Custos da falta de vacinas na saúde pública

Além de salvar vidas, as vacinas trouxeram uma economia para o sistema de saúde do Brasil. Afinal, cada internação pela covid-19 tinha um custo médio de US$ 12 mil (cerca de 63 mil reais). Desta forma, evitar 158 mil a 178 mil internações representou uma economia estimada de US$ 1,9 bilhão a US$ 2,1 bilhões (entre 10 a 11 bilhões de reais) ao sistema de saúde.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: