Mercado abrirá em 3 h 56 min
  • BOVESPA

    122.964,01
    +1.054,98 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.655,29
    -211,86 (-0,42%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,58
    +0,30 (+0,46%)
     
  • OURO

    1.832,80
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    56.834,41
    +1.413,74 (+2,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.542,95
    +1.300,27 (+535,80%)
     
  • S&P500

    4.152,10
    -36,33 (-0,87%)
     
  • DOW JONES

    34.269,16
    -473,66 (-1,36%)
     
  • FTSE

    6.987,35
    +39,36 (+0,57%)
     
  • HANG SENG

    28.231,04
    +217,23 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    28.147,51
    -461,08 (-1,61%)
     
  • NASDAQ

    13.272,00
    -74,00 (-0,55%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3379
    -0,0075 (-0,12%)
     

Vacina da Clover terá fácil acesso e ampla distribuição, garante médica

Nathan Vieira
·1 minuto de leitura

Na última sexta-feira (16), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o ensaio clínico do imunizante SCB-2019, da Sichuan Clover Biopharmaceuticals, sediada na China. E nesta terça-feira (20), a professora da Universidade de Oxford Sue Ann Costa Clemens, que integra o comitê científico do ensaio, disparou: "Essa vacina será diferente das aprovadas no Brasil".

Em entrevista à CNN, a professora explicou o porquê de sua afirmação: "[A vacina da Sichuan Clover Biopharmaceuticals] é baseada em proteínas que se juntam a um adjuvante que potencializa a resposta imune, promovendo mais produção de anticorpos”, esclareceu, aproveitando para enaltecer a capacidade de produção do medicamento.

Vacina contra COVID-19 da Clover terá fácil acesso e ampla distribuição, garante médica envolvida no comitê científico (Imagem: Rawpixel)
Vacina contra COVID-19 da Clover terá fácil acesso e ampla distribuição, garante médica envolvida no comitê científico (Imagem: Rawpixel)

“A vacina da Clover recebeu grande investimento para ter uma alta capacidade de produção, então vai ser um imunizante de fácil acesso e com ampla distribuição. Vai chegar a populações mais carentes e acho que a um preço acessível", completou a médica.

A vacina candidata terá duas doses com intervalo de 22 dias. O ensaio serve para avaliar a eficácia, imunogenicidade e segurança da vacina, e contempla 22 mil voluntários distribuídos entre países da América Latina, além da África do Sul, Bélgica, China, Espanha, Polônia e Reino Unido. No Brasil, serão 12,1 mil voluntários do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: