Mercado abrirá em 2 h 32 min

Vacina contra peste suína africana é eficaz em testes, diz China

Bloomberg News

(Bloomberg) -- O Instituto de Pesquisa Veterinária de Harbin, o principal órgão de pesquisa em doenças de animais da China, disse que desenvolveu uma vacina contra a peste suína africana cujos testes laboratoriais mostraram ser seguros e eficazes.

O instituto, supervisionado pela Academia Chinesa de Ciências Agrícolas, disse que a vacina com virulência reduzida foi criada a partir de uma série de vírus com genes deletados, usando a primeira cepa de peste suína africana do país como espinha dorsal.

A doença, que é mortal para suínos, mas não causa danos aos humanos, surgiu pela primeira vez na China em 2018. Desde então, os plantéis de suínos do maior consumidor e produtor de carne de porco do mundo caíram quase pela metade, enquanto pesquisadores em todo mundo buscavam desenvolver a primeira vacina contra a peste suína africana.

“Atualmente, a vacina é a mais promissora para a produção comercial e fornecerá importantes meios técnicos para a prevenção e controle eficazes da peste suína africana na China e em outros países relacionados”, disse o instituto Harbin, que não forneceu uma perspectiva de quando a vacina começará a ser produzida.

A doença provocou escassez de carne de porco, o que acelerou a inflação de alimentos no país, levando o governo chinês a instar institutos de pesquisa domésticos a priorizar o desenvolvimento de uma vacina eficaz.

No início deste ano, a Sociedade Americana de Microbiologia disse que o governo dos EUA e acadêmicos desenvolveram uma vacina contra a peste suína que provou ser 100% eficaz. Embora seja promissora, a vacina dos EUA ainda está a anos de distância de ser disponibilizada a agricultores, disseram especialistas em janeiro.

O desenvolvimento de vacinas oficiais na China foi priorizado depois que vacinas experimentais não autorizadas contra a doença foram usadas para imunizar milhões de suínos no país. As vacinas ilegais causaram “caos” devido aos níveis variáveis de eficácia, segundo informações da mídia local no ano passado.

To contact Bloomberg News staff for this story: Shuping Niu em Beijing, nshuping@bloomberg.net

Para entrar em contato com os editores responsáveis: Anna Kitanaka, akitanaka@bloomberg.net, Jason Rogers

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.