Mercado abrirá em 2 h 18 min
  • BOVESPA

    113.583,01
    +300,34 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.598,53
    +492,82 (+0,96%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,23
    +0,78 (+1,03%)
     
  • OURO

    1.739,30
    -12,70 (-0,72%)
     
  • BTC-USD

    41.730,05
    -2.174,46 (-4,95%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.035,27
    -66,25 (-6,01%)
     
  • S&P500

    4.443,11
    -12,37 (-0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.869,37
    +71,37 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.023,92
    -39,48 (-0,56%)
     
  • HANG SENG

    24.500,39
    +291,61 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.971,00
    -223,75 (-1,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2855
    -0,0213 (-0,34%)
     

Vacina contra a Covid-19: Ministério da Saúde prevê entrega de 535 mil doses para RJ até dia 28

·2 minuto de leitura

RIO — Com calendários de vacinação contra a Covid-19 sendo suspensos pelo país por falta de imunizantes, o Ministério da Saúde divulgou neste domingo, dia 25, novas previsões de distribuição de vacinas por todo país. Para o estado do Rio de Janeiro estão listadas 535.804 doses a serem entregues entre os dias 27 e 28 de julho.

"O senso de urgência do Ministério da Saúde chega a impressionar. Depois do dia todo cobrando a pauta de distribuição de parte das vacinas estocadas recebemos a previsão de entrega de pouca quantidade na terça, dia 27, e a maior quantidade na quarta, dia 28. Estamos falando de vidas!", escreveu o prefeito Eduardo Paes, no Twitter.

Para o dia 27 de julho:

Astrazeneca - 91.400 doses

Butantan - 261.600 doses

Butantan monodose - 5.000 doses

Para o dia 28 de julho:

Pfizer - 177.840 doses

Segundo o Ministério da Saúde, a responsabilidade de levar os imunizantes aos municípios é dos estados, e não do governo federal. O EXTRA apurou que com a atual previsão do Ministério, a vacinação com primeira dose na capital fluminense pode ser retomada apenas na quarta-feira à tarde, dia 28, ou na quinta-feira, dia 29, a depender da logística estadual.

A nova previsão do Ministério da Saúde, porém, contradiz o que Rosana Leite de Melo, secretária extraordinária de enfrentamento à Covid do Ministério Saúde, disse a O GLOBO na última sexta-feira. Na ocasião, a secretária explicou que o tempo de liberação das vacinas do Butantan e Astrazeneca são de cerca de 24 horas e que o lote recebido pelo Ministério na quarta-feira passada seria distribuído neste fim de semana aos estados, o que não ocorreu.

Procurada para comentar a nova previsão na noite deste domingo, a secretária não retornou os contatos até o momento.

Na capital fluminense, o calendário de vacinação foi suspenso na última sexta-feira, dia 23. O calendário previa que no sábado, dia 24, ocorreria a repescagem para pessoas com 35 anos ou mais. E depois estava marcada a aplicação das primeiras doses em cariocas com 34 e 33 anos, além de dois dias de repescagem. O secretário municipal de saúde reclamou da falta de planejamento do Ministério da Saúde.

— É público as datas em que o Ministério da Saúde receberá as doses compradas, é necessário que o planejamento de distribuição já esteja pronto e seja executado em no máximo 24h — escreveu Daniel Soranz, no Twitter.

A aplicação da segunda dose das vacinas contra a Covid-19 continua. A Secretaria Municipal de Saúde retirou 76.340 doses de AstraZeneca na central de distribuição do estado, que já estavam reservadas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos