Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.061,99
    -871,79 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.528,97
    +456,35 (+0,95%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,61
    +0,17 (+0,27%)
     
  • OURO

    1.782,30
    +3,90 (+0,22%)
     
  • BTC-USD

    55.349,78
    +804,09 (+1,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.269,78
    +35,36 (+2,86%)
     
  • S&P500

    4.134,94
    -28,32 (-0,68%)
     
  • DOW JONES

    33.821,30
    -256,33 (-0,75%)
     
  • FTSE

    6.859,87
    -140,21 (-2,00%)
     
  • HANG SENG

    28.661,58
    -474,15 (-1,63%)
     
  • NIKKEI

    28.627,05
    -473,33 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    13.742,25
    -52,00 (-0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6864
    -0,0161 (-0,24%)
     

Vacina anti-covid da AstraZeneca é batizada de 'Vaxzevria'

·1 minuto de leitura
(ARQUIVOS) Nesta foto de arquivo tirada em 19 de março de 2021, uma seringa e um frasco da vacina AstraZeneca contra Covid-19 estão retratados no Hospital San Giovanni Bosco em Torino. As cidades alemãs de Berlim e Munique em 30 de março de 2021 foram suspensas vacinações com a vacina AstraZeneca para menores de 60 anos, à medida que surgem novos relatos de coágulos sanguíneos entre as pessoas que o receberam.

A vacina contra a covid-19 do laboratório anglo-sueco AstraZeneca foi chamada "Vaxzevria", disseram porta-vozes do grupo à AFP, destacando que se tratava de um procedimento comum para vacinas na União Européia.

"A mudança para uma marca permanente é um procedimento comum" e foi "planejado por meses", disse à AFP Angela Fiorin, porta-voz do grupo farmacêutico, nesta terça-feira (30).

A porta-voz observou que a vacina desenvolvida pelas concorrentes Pfizer e BioNTech, "BNT162b2", agora se chama "COMIRANTY" na UE.

Por sua vez, o site da Agência Europeia de Medicamentos apontou que o nome da vacina AstraZeneca havia sido adotado na quinta-feira.

A Vaxzevria, que faz parte do grupo de imunizantes para a covid-19 homologados, junto com a vacina Pfizer / BioNTech, a da Moderna e a da Johnson & Johnson, tem apresentado atrasos em sua distribuição na União Europeia e problemas de produção que geraram tensões entre os países e o grupo farmacêutico que o fabrica.

Além disso, vários casos isolados de coágulos sanguíneos em pessoas vacinadas com este imunizante (sem que se tenha demonstrado que os dois fenômenos estão de alguma forma relacionados) levaram vários países a suspender o seu uso na totalidade ou em parte da população.

No entanto, a vacina da AstraZeneca, desenvolvida com a Universidade de Oxford, continua a ser a mais usada em todo o mundo, de acordo com um banco de dados AFP baseado em fontes oficiais.

ved/spe/jvb/mb/gf/mvv