Mercado fechará em 10 mins
  • BOVESPA

    122.095,76
    -3.579,57 (-2,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.990,39
    -644,21 (-1,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,91
    +0,29 (+0,39%)
     
  • OURO

    1.817,00
    -18,80 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    39.318,60
    -254,35 (-0,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    933,85
    -16,05 (-1,69%)
     
  • S&P500

    4.392,84
    -26,31 (-0,60%)
     
  • DOW JONES

    34.917,79
    -166,74 (-0,48%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.946,75
    -91,00 (-0,61%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1790
    +0,1385 (+2,29%)
     

Vacinação: Rio quer 'continuar na frente' e terá novo calendário nesta sexta-feira, diz secretário

·2 minuto de leitura

Na corrida da vacinação contra a Covid-19, o Rio quer “continuar na frente”, disse o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, na manhã desta quarta-feira. Ao “Bom Dia Rio”, da TV Globo, ele afirmou que um novo calendário acelerado será anunciado na próxima sexta-feira.

— Rio foi uma das capitais que mais vacinaram. A gente vai fechar 50 anos ou mais essa semana, antes da maioria das capitais do Brasil. E o (novo) calendário vai ser anunciado na sexta-feira pelo prefeito Eduardo Paes. A gente está finalizando os cálculos, mas a gente quer continuar na frente. O prefeito Eduardo Paes vai anunciar na sexta-feira um novo calendário — disse.

Na segunda-feira, depois que o governador de São Paulo, João Doria, anunciou um calendário adiantado de vacinação, Eduardo Paes foi às redes sociais para dizer, em tom de brincadeira, que preparava uma revanche. Nos últimos dias, a corrida da vacina tornou-se uma espécie de gincana política com autoridades de diferentes esferas e espectros, como o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o governador do Maranhão, Flávio Dino.

Soranz também anunciou o retorno da aplicação da primeira dose com CoronaVac, que estava suspensa desde 9 de abril devido à redução nas previsões de entrega pelo fabricante, o Instituto Butantan. Nesse caso, porém, as doses deverão ser destinadas preferencialmente à vacinação de grávidas, pois ainda não há recomendação científica para o uso da vacina de Oxford/Astrazeneca nelas:

— A CoronaVac está reservada para as pessoas que tomaram a primeira dose. Estamos recebendo mais uma remessa de CoronaVac essa semana para iniciar de novo a vacinação com a CoronaVac para a primeira dose, e a preferência da utilização dessa vacina, nesse caso, vai ser para as gestantes. Como segunda dose, basta procurar uma unidade de saúde para se vacinar.

Neste momento, o Rio tem estoque de vacina suficiente para até a próxima segunda, mas há a previsão de novas entregas da Fiocruz para esta sexta, disse ainda Soranz.

— Sempre a gente trabalha no limite, então a gente sempre está no limite para a vacina acabar. A vacina chega aqui no Rio e a gente aplica. Temos estoque até a próxima segunda-feira, mas já tem previsão para a chegada de uma nova remessa da Fiocruz na sexta-feira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos