Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    36.155,19
    -1.275,20 (-3,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Vacinação: município do Rio fará repescagem para pessoas com comorbidades ou deficiência amanhã

·2 minuto de leitura

Enquanto avança no cronograma de vacinação por idade, a Prefeitura do Rio fará uma nova repescagem para pessoas com comorbidades ou deficiência neste sábado, junto com a repescagem para pessoas com 54 anos ou mais. O anúncio foi feito durante a divulgação do 23° boletim epidemiológico da cidade nesta sexta-feira.

Divulgado na última quarta-feira, o calendário antecipado de imunização contra a Covid-19 — que agora prevê imunizar os cariocas com 50 anos ou mais até o dia 19 de junho — gerou dúvidas por não incluir a repescagem de grupos contemplados na fase passada da campanha, diferentemente do que o secretário Daniel Soranz tinha indicado. No dia 31 de maio, ele disse ao EXTRA que, devido ao baixo índice vacinal registrado nesses públicos, a prefeitura continuaria dedicando uma data específica para a vacinação deles pelas próximas semanas.

No caso das pessoas com comorbidades, é preciso apresentar laudo médico descritivo da doença ou atestado médico indicando a necessidade da vacina por causa da condição de saúde elegível. Na ausência deles, são aceitos: receita de uso continuado contendo a prescrição de medicamento contra doenças que estejam contempladas como comorbidades, desde que emitida nos últimos 6 meses, com validade igual ou superior a 3 meses; e/ou laudo de exame diagnóstico que comprove a patologia contemplada como comorbidade.

Já no caso das pessoas com deficiência, a comprovação poderá ser feita com qualquer laudo da rede pública ou particular que indique a deficiência; cartões de gratuidade no transporte público; documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência; documento oficial de identidade com a indicação da deficiência; ou qualquer outro documento que indique se tratar de uma pessoa com deficiência.

Segundo a nova alteração no cronograma de vacinação, o Rio vacina pessoas de 53 anos na próxima segunda-feira — mulheres na parte da manhã e homens na parte da tarde. No dia seguinte, é a vez das pessoas com 52 anos.

Já na quarta-feira serão vacinados trabalhadores da Educação superior, de cursos profissionalizantes e outros. Para de vacinar, o profissional deve apresentar contracheque ou declaração das instituições em que trabalha.

Na quinta-feira, serão vacinadas pessoas com 51 anos e, na sexta, pessoas com 50. No sábado, haverá repescagem para a vacinação por idade, com pessoas de 50 anos ou mais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos