Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.210,86
    +488,01 (+1,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Vacinação contra COVID já evitou até 55 mil mortes no Brasil, diz Fiocruz

·1 minuto de leitura

O programa brasileiro de vacinação contra a COVID-19 já vem trazendo resultados positivos, ainda que o país esteja longe dos números ideais. De acordo com projeções de Marcelo Gomes, especialista em saúde pública e pesquisador da Fiocruz, a imunização por aqui já evitou entre 40 mil a 55 mil mortes pela doença.

A pesquisa de Gomes revelou também uma queda nas internações pela COVID-19, sendo uma redução entre 96 mil e 117 mil, com base no período de 14 de março e 12 de junho. Somente no estado de São Paulo, o número de casos graves caiu entre 24 mil e 35 mil, e de mortes entre 10 mil e 17 mil. Até esta quarta-feira (21), 288 municípios não registraram mortes na última semana.

<em>Imagem: Reprodução/Gustavo Fring/Pexels</em>
Imagem: Reprodução/Gustavo Fring/Pexels

O pesquisador diz que o estudo não se trata de uma análise científica rigorosa, mas uma avaliação simplificada sobre o impacto da vacinação do país. "Os números reforçam e ilustram de forma mais palpável a eficácia das vacinas. Mostram como a vacinação faz toda a diferença na redução de casos graves e mortes, e o quanto é importante voltar para tomar segunda dose", pontua Marcelo Gomes.

Vale reforçar que a vacina não impede o contágio pelo coronavírus, mas sim o desenvolvimento de uma forma mais grave da doença, existindo a chance de reinfecção, inclusive. Segundo o Ministério da Saúde, somente 16% dos brasileiros já tomaram as duas doses da vacina, e até o momento 544 mil cidadãos perderam a vida devido às complicações da doença. No ranking global, o Brasil é o segundo país com o maior número de mortes.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos