Vaca louca: País envia missão para China, Japão e África

O Ministério da Agricultura enviará missões oficiais para o Japão, África do Sul e China com o objetivo de esclarecer os governos sobre o caso não clássico do agente da Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), conhecida como "doença da vaca louca". Em nota, o Ministério justifica que "até o momento, essas foram as nações que notificaram oficialmente o ministério a respeito da interrupção temporária das compras de carne bovina brasileira". Segundo o Ministério, a China, nos dez primeiros meses de 2012, comprou 10,1 mil toneladas de carne bovina do Brasil. O Japão adquiriu 1,3 mil toneladas, enquanto a África do Sul, 293 toneladas.

Os três países já receberam informações do governo brasileiro sobre o tema e outros esclarecimentos ainda serão prestados nos próximos dias. De acordo com o titular da Secretária-Executiva do Ministério, José Carlos Vaz, "é natural, ao tomar conhecimento via imprensa, que a reação de alguns países seja de cautela", afirmou.

O Ministério diz que o Brasil também está intensificando os contatos com os maiores importadores da carne bovina brasileira. "Reforço que o rebanho brasileiro é de qualidade, o Sistema Veterinário Brasileiro é um dos melhores do mundo e em breve as negociações serão normalizadas", disse o secretário de Defesa Agropecuária, Ênio Marques.

Em 2012, o Brasil é o segundo maior exportador de carne bovina do mundo. Entre janeiro e outubro deste ano, somando miudezas, in natura e industrializada do produto, o Brasil vendeu 1,024 milhão de toneladas para o mercado internacional. Os dados são do Sistema de Estatísticas de Comércio Exterior do Agronegócio Brasileiro (Agrostat).

Carregando...