Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,63 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,01 (-0,01%)
     
  • OURO

    1.753,90
    +2,50 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    47.562,87
    -555,61 (-1,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,61%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,96 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -43,25 (-0,28%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1975
    +0,0127 (+0,21%)
     

Vôlei: Brasil perde de virada para russos e vai disputar o bronze

·2 minuto de leitura
Brasil vai disputar a medalha de bronze no vôlei masculino

O Brasil foi derrotado de virada pela equipe do Comitê Olímpico Russo (ROC, na sigla em inglês) nas semifinais do vôlei masculino dos Jogos de Tóquio, nesta quinta-feira, por 3 sets a 1, parciais de 18-25, 25-21, 26-24 e 25-23.

Com o resultado, a seleção brasileira vai disputar a medalha de bronze no sábado contra o perdedor da segunda semifinal, que será disputada entre França e Argentina. Os russos aguardam o vencedor desta partida para conhecer o adversário da final.

Campeã nos Jogos Rio-2016, a equipe de Bruninho, Wallace e Lucão venceu o primeiro set na Ariake Arena contra os russos com facilidade e fechou a parcial por 25-18. A equipe do ROC se recuperou no segundo set e venceu por 25-21.

O momento crucial do confronto aconteceu no terceiro set, quando o time do técnico Renan Dal Zotto vencia por 20-12, mas permitiu a recuperação dos russos. Mesmo com uma vantagem de 23-19, a seleção permitiu a reação dos russos, que acabaram fechando a parcial por 26-24.

No quarto set, a disputa seguiu equilibrada até o placar de 22-22, quando os russos conseguiram abrir dois pontos de vantagem e fecharam a parcial e o jogo com 25-23.

"A maior dificuldade veio com os bloqueios. Não nos adaptamos a suas substituições. Estávamos ganhando no terceiro set, mas eles começaram a sacar muito bem e perdemos nosso equilíbrio. No quarto set, nossos problemas com os passes continuaram", resumiu o técnico brasileiro.

"Estamos tristes e frustrados, mas nosso objetivo é o pódio", completou Renan, que passou 36 dias internado depois de contrair covid-19, alguns deles na UTI, mas conseguiu se recuperar de um quadro grave para comandar o Brasil nos Jogos Olímpicos.

O maior pontuador da partida foi o russo Maxim Mikhaylov, com 22 pontos. O destaque brasileiro foi Leal, com 18.

Na primeira fase dos Jogos de Tóquio, a seleção do Comitê Olímpico Russo já havia derrotado o Brasil (por 3-0) pelo Grupo B.

Depois de disputar quatro finais consecutivas do torneio olímpico no vôlei masculino (ouro em Atenas-2004 e Rio-2016, prata em Pequim-2008 e Londres-2012), o Brasil precisa recuperar as forças para a disputa do bronze no sábado.

"Não conseguimos fazer o nosso jogo. Não temos explicação. A Rússia jogou extremamente bem. No terceiro set, eles sacaram bem e nosso passe não funcionou. No quarto, eles foram mais pacientes", declarou o oposto Wallace.

O levantador Bruninho também destacou o contra-ataque da equipe russa.

"O contra-ataque deles era muito forte e não conseguimos bloquear. Também não sacamos bem. Agora só nos resta lutar pela medalha de bronze", disse.

gbv/dr/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos