Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.987,54
    +314,78 (+0,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.257,07
    -145,63 (-0,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,25
    +1,29 (+1,55%)
     
  • OURO

    1.785,30
    +14,80 (+0,84%)
     
  • BTC-USD

    66.398,07
    +2.467,01 (+3,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.549,54
    +68,73 (+4,64%)
     
  • S&P500

    4.534,49
    +14,86 (+0,33%)
     
  • DOW JONES

    35.590,95
    +133,64 (+0,38%)
     
  • FTSE

    7.223,10
    +5,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.364,50
    -34,00 (-0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4652
    -0,0310 (-0,48%)
     

Vítima de assalto é salva de tiro por um Moto G5 no Brasil

·2 minuto de leitura

Muitas pessoas costumam brincar que os celulares antigos “tijolões” podiam quebrar o chão em vez de terem suas telas trincadas em uma queda. Mas a verdade é que muitos smartphones contam com construção bem robusta. Alguns podem aguentar até balas.

Foi o que aconteceu na semana passada aqui mesmo no Brasil: uma vítima de assalto não identificada escapou de ficar gravemente ferida após abordagem do criminoso graças ao seu celular. O heroico Moto G5 conseguiu deter a bala, que morava o quadril.

Curiosamente, o smartphone da Motorola estava com uma capa de proteção do Hulk. Felizmente o projétil não chegou a tocar o corpo da vítima, mas o celular não sobreviveu aos danos. O impacto estilhaçou a tela, e a pressão foi suficiente para que mesmo a traseira ficasse levemente estufada.

O relato do episódio é do médico Pedro Carvalho, que atendeu a vítima no Hospital Universitário de Petrolina, em Pernambuco. Se queixando de dores no quadril, o profissional esperava o pior após ouvir sobre o incidente, e ficou surpreso ao notar que o celular evitou qualquer perfuração.

Smartphones que já salvaram vidas

O criminoso ainda não foi localizado, e a vítima foi liberada após cuidados paliativos. O caso viralizou em uma rede social do médico, que relatou o curioso atendimento no último dia 7 de outubro.

As circunstâncias do assalto em Petrolina ainda não foram completamente elucidadas. Segundo o Daily Mail, as autoridades policiais não confirmaram se darão prosseguimento à investigação.

Vale lembrar que o Moto G5 é um celular relativamente antigo, e sua construção menos preocupada com espessura e design pode ter sido crucial para dar a resistência necessária para “segurar” a bala.

Essa, porém, não é a primeira vez que um celular salva a vida de alguém em situação de perigo. Apesar de algumas ocorrências do smartphone ser o causador de acidentes, os aparelhos já protagonizaram outros atos de heroísmo — ao custo dos seus circuitos internos ficarem despedaçados.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos