Mercado fechará em 2 h 50 min
  • BOVESPA

    108.694,26
    +864,53 (+0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.820,75
    -514,76 (-0,97%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,92
    +0,78 (+1,01%)
     
  • OURO

    1.880,20
    +8,50 (+0,45%)
     
  • BTC-USD

    22.873,57
    -38,14 (-0,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    528,22
    -8,67 (-1,62%)
     
  • S&P500

    4.133,18
    -30,82 (-0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.065,38
    -91,31 (-0,27%)
     
  • FTSE

    7.890,72
    +26,01 (+0,33%)
     
  • HANG SENG

    21.283,52
    -15,18 (-0,07%)
     
  • NIKKEI

    27.606,46
    -79,01 (-0,29%)
     
  • NASDAQ

    12.603,50
    -173,25 (-1,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6085
    +0,0314 (+0,56%)
     

Vídeos com dicas no TikTok podem ser fachada para fetiches sexuais

Vídeos no TikTok estão deixando a internet intrigada por seu conteúdo sem sentido e aparentemente ambíguo. Alguns usuários questionam se essas publicações escondem um segredo: fetiches sexuais. Acontece que parte da infindável gama de conteúdos disponíveis na plataforma exibe dicas absurdas, com muito foco em partes bem específicas do corpo, como os pés, por exemplo.

Como se já não fosse suspeito o suficiente, esse tipo de vídeo vem atraindo diversos comentários de fetichistas, justamente ressaltando o possível contexto sexual desse conteúdo. É válido perceber que as diretrizes do TikTok proíbem "conteúdo que retrata um fetiche sexual", então esses vídeos passam por uma revisão, e a equipe conclui que não violam as diretrizes.

A partir de análises desses vídeos, especialistas observaram a presença marcante de temas como partes específicas do corpo, uso de comida e bagunça e até mesmo humilhação, aspectos relacionados a tipos de fetiche. A principal preocupação, diante desses vídeos, é com o público adolescente.

No que diz respeito a comida, é provável que tenha encontrado alguns vídeos com aparência muito peculiar: a maioria apresenta uma pessoa seminua brincando com comida como chantilly, ou mesmo de aparência sugestiva, como salsicha, donut, etc. Os ângulos da câmera POV, os gemidos lentos e sensuais e as sugestivas ações das mãos parecem muito com pornografia, mas não há nenhuma nudez explícita.

Nesse último caso, temos o sploshing, um fetiche onde as pessoas encontram satisfação sexual ao interagir com a comida ou observar os outros fazerem isso. Trata-se de um subconjunto de uma comunidade maior chamada WAM (sigla em inglês para "molhado e bagunçado"), onde as pessoas se entregam a substâncias não alimentares, como lama, lodo e gosma. No TikTok, a hashtag #sploshing tem milhões de visualizações.

Essas contas atingem o grande público, alcançando milhões de seguidores e curtidas, e os especialistas apontam que os algoritmos recompensam esse conteúdo quanto mais reação dos usuários tiver. Na prática, não importa se um comentário é positivo ou negativo, sexual ou inocente: se o engajamento acontece, seu alcance aumenta, e isso significa mais dinheiro para a rede social em questão.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: