Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.539,83
    +1.882,18 (+1,91%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.201,81
    +546,36 (+1,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    41,51
    +0,05 (+0,12%)
     
  • OURO

    1.913,20
    -2,20 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    11.950,76
    +893,75 (+8,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    239,54
    +0,62 (+0,26%)
     
  • S&P500

    3.443,12
    +16,20 (+0,47%)
     
  • DOW JONES

    28.308,79
    +113,37 (+0,40%)
     
  • FTSE

    5.889,22
    +4,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    24.569,54
    +27,28 (+0,11%)
     
  • NIKKEI

    23.567,04
    -104,09 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    11.667,75
    +7,00 (+0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6264
    +0,0275 (+0,42%)
     

Vídeo incrível mostra a ISS passando em frente a Marte; assista!

Danielle Cassita
·3 minutos de leitura

Utilizar um aplicativo para identificar a localização de um satélite no céu é algo relativamente simples; entretanto, o cientista e astrônomo amador Thomas Glenn foi além, e conseguiu observar — e filmar — a Estação Espacial Internacional (ISS) passando em frente a Marte no dia 14 de setembro. Glenn disponibilizou o vídeo mostrando este trânsito em diferentes velocidades, sendo possível observar a passagem do laboratório orbital e até mesmo alguns detalhes do Planeta Vermelho.

Glenn realizou a filmagem com seus próprios equipamentos e conseguiu registrar algo bastante surpreendente: basta pensar que ver a ISS passando diante do Sol ou da Lua, corpos maiores que Marte, já é bastante difícil. Na observação feita por ele, Marte e a ISS se alinharam em um caminho com apenas 90 metros de largura; ou seja, se ele se movesse alguns metros para o norte, possivelmente perderia o momento.

Confira o vídeo feito por ele com o registro em diferentes velocidades:

Como a estação orbita a Terra a uma velocidade de quase 8 quilômetros por segundo, é natural que o trânsito, ou seja, a passagem diante de outro objeto maior, seja bem rápido. Para não perder nada, Glenn utilizou uma câmera de vídeo para registrar quadros por segundo o suficiente e garantir o registro — cada frame dura apenas 0,35 milissegundo.

Veja o trânsito com mais detalhes na foto abaixo, publicada no perfil do Instagram de Glenn:

Acima, podemos ver também a ponta de um dos painéis solares e módulos da ISS passando por Marte, além de algumas características da superfície do planeta, como a Syrtis Major, uma região de aparência escura formada por rochas vulcânicas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: