Mercado abrirá em 4 h 35 min

Vídeo emocionante reúne 40 mil fotos do cometa 67P, explorado pela sonda Rosetta

Felipe Junqueira

A sonda Rosetta orbitou o cometa Churyumov-Gerasimenko (67P) por cerca de dois anos, entre 2014 e 2016, até que se chocou contra a superfície do objeto ao final de sua missão. No período em que observou o objeto espacial, a nave capturou milhares de fotos. Em 2017, a ESA (agência espacial europeia) liberou 40.000 delas para análise de especialistas ao redor do planeta.

Então, o animador Christian Stangl e o compositor Wolfgang Stangl se uniram para criar uma espécie de curta-metragem utilizando essas imagens. São as fotos reais do cometa, aprimoradas digitalmente para dar um aspecto melhor ao vídeo. A trilha sonora é essencial para a experiência, então aumente o som antes de dar o play.

the Comet from Christian Stangl on Vimeo.

Churyumov-Gerasimenko (67P) é um objeto com núcleo de 4 km de diâmetro que fica situado entre a Terra e Júpiter, com período obrital de 6,6 anos. Sua distância para o Sol varia entre 186 milhões de km até 857 milhões de km. Ele foi descoberto em 1969 pelos astrônomos Klim Churyumov e Svetlana Gerasimenko e, por isso, ganhou este nome composto.

Já a sonda Rosetta foi lançada em 2004 e passou alguns anos estudando o Sistema Solar, fazendo sobrevoos por asteroides e também pelo planeta Marte. Em 20 de janeiro de 2014 a sonda foi religada pelos controladores da ESA depois de passar 31 meses em "hibernação", quando todos os instrumentos estavam desligados, exceto pelo computador de bordo, enquanto aguardava o momento ideal de tomar o rumo de seu destino final.

Em 6 de agosto do mesmo ano, tornou-se a primeira espaçonave da história a acompanhar a órbita de um cometa. O pousador Philae foi lançado para a superfície do 67P em novembro, tendo sido o primeiro objeto artificial a pousar na superfície de um cometa. No final de julho de 2016, a sonda perdeu contato com o pousador e, em 30 de setembro, sua missão foi encerrada com um "funeral" espacial, quando ela foi direcionada rumo à superfície do cometa, sendo totalmente destruída com o impacto.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: