Mercado fechado

Vídeo: detalhes do Seltos, o Creta da Kia que pode chegar em 2020

feedback@motor1.com (Daniel Messeder)
Kia Seltos 2021 - Fotos ao vivo

Modelo foi apresentado na versão global durante o Salão de Los Angeles

Faz tempo que a Kia do Brasil procura um SUV compacto para chamar de seu. Mas agora parece que esta espera chegou ao fim: eis o novo Seltos, versão Kia do Hyundai Creta, que foi apresentado em sua variante global durante o Salão de Los Angeles, na semana passada. Na China, ele substitui o KX3 mantendo este nome. E deve chegar por aqui em 2020. 

Novidades da Kia:

Desenvolvido sobre a base do Creta, que por sua vez aproveita a plataforma do antigo Elantra, o Seltos tem basicamente o mesmo porte do irmão da Hyundai - o que é bom, em se tratando de um SUV compacto. Isso porque ele tem boa largura e espaço interno generoso, além de um porta-malas que figura entre os maiores do segmento (o Creta tem 431 litros). A disposição dos comandos é exatamente a mesma do Hyundai e o acabamento não foge à regra do irmão, com painel de plástico rígido. Mas o painel tem desenho mais interessante, assim como o volante e a multimídia, esta com tela flutuante de 10,25" e sistema de som da Bose (versão mais cara). 

Kia Seltos 2021 - Fotos ao vivo

Alguns itens de conforto são os mesmos do Creta, como o ventilador do banco do motorista e o botão de partida, mas há exclusividades como o freio de estacionamento eletrônico e os modos de condução. Nos EUA, o Seltos será oferecido em versões de tração dianteira e integral 4WD. 

Os motores e transmissões são conhecidos do grupo Hyundai/Kia e já ofertados inclusive em nosso mercado: 2.0 aspirado de 148 cv ligado ao câmbio automático de 6 marchas (do Creta e do Kia Cerato) e o 1.6 turbo de 177 cv com a caixa de 7 marchas e dupla embreagem do Tucson. O mais provável que venha para cá é o 2.0, por conta de preço e de já ter uma versão flex desenvolvida localmente (que chega a 166 cv com etanol).   

Kia Seltos 2021 - Fotos ao vivo
Kia Seltos 2021 - Fotos ao vivo

O que ainda falta definir é o local de produção para nosso mercado. Isso porque, a princípio, o Seltos será feito na própria Coreia do Sul e na Índia, mas a planta de Nuevo Léon, no México, é candidata a também fabricar o modelo para abastecer o mercado norte-americano. Neste caso, o Brasil sairia beneficiado pela isenção do Imposto de Importação e poderia receber o Seltos com valores mais competitivos. De todo modo, seu lançamento local não deverá ocorrer antes do segundo semestre de 2020.