Mercado abrirá em 2 h 3 min
  • BOVESPA

    112.273,01
    -43,15 (-0,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.521,43
    -253,48 (-0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,88
    -1,02 (-1,31%)
     
  • OURO

    1.920,10
    -19,10 (-0,98%)
     
  • BTC-USD

    22.907,87
    -309,21 (-1,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    519,49
    -18,38 (-3,42%)
     
  • S&P500

    4.017,77
    -52,79 (-1,30%)
     
  • DOW JONES

    33.717,09
    -260,99 (-0,77%)
     
  • FTSE

    7.738,25
    -46,62 (-0,60%)
     
  • HANG SENG

    21.842,33
    -227,40 (-1,03%)
     
  • NIKKEI

    27.327,11
    -106,29 (-0,39%)
     
  • NASDAQ

    11.927,75
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5292
    -0,0178 (-0,32%)
     

Uso de cannabis aumenta 245% entre adolescentes dos EUA

Em um estudo publicado na revista científica Clinical Toxicology, um grupo de pesquisadores descobriu que o uso excessivo de cannabis aumentou drasticamente entre adolescentes nos Estados Unidos desde os anos 2000: cerca de 245%.

O estudo aponta mais de 338 mil casos de uso indevido da substância entre americanos de 6 a 18 anos. Conforme mencionam os pesquisadores, essa exposição à substância envolve, principalmente, produtos comestíveis.

"Essa informação é importante porque permitirá que os pesquisadores entendam melhor as tendências e façam recomendações para melhorar o atendimento clínico e as intervenções destinadas a reduzir o uso indevido de substâncias entre os jovens”, apontam os pesquisadores.

O estudo também revelou que as substâncias mais comumente usadas indevidamente ou abusadas são substâncias mais amplamente disponíveis, como medicamentos de venda livre, produtos domésticos e produtos farmacêuticos comumente prescritos.

Uso de cannabis aumenta 245% entre adolescentes dos EUA (Imagem: Shelby Ireland/Unsplash)
Uso de cannabis aumenta 245% entre adolescentes dos EUA (Imagem: Shelby Ireland/Unsplash)

Embora a cannabis seja legal em alguns lugares dos EUA apenas para adultos, os autores do estudo argumentam que ela tornou a droga mais acessível para crianças e adolescentes. Essa disponibilidade, segundo os autores, ainda aumenta a errônea percepção de que a droga é totalmente segura.

Os cientistas ainda dissertam que o consumo da cannabis através de formas comestíveis geralmente leva várias horas para fazer efeito, o que pode levar alguns indivíduos a consumir quantidades maiores e experimentar altas inesperadas e imprevisíveis.

“Essas descobertas destacam uma preocupação contínua sobre o impacto da legalização da maconha em rápida evolução nessa população vulnerável”, apontam os cientistas. Em contrapartida, um estudo anterior aponta que a cannabis medicinal reduz ansiedade em adolescentes e jovens adultos. Entretanto, o uso de maconha na adolescência pode atrapalhar o desenvolvimento do cérebro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: