Mercado fechará em 2 hs
  • BOVESPA

    111.133,91
    +461,15 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.413,08
    +10,38 (+0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,63
    +0,67 (+0,81%)
     
  • OURO

    1.787,40
    +16,90 (+0,95%)
     
  • BTC-USD

    66.455,53
    +3.469,70 (+5,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.546,45
    +65,64 (+4,43%)
     
  • S&P500

    4.538,63
    +19,00 (+0,42%)
     
  • DOW JONES

    35.655,04
    +197,73 (+0,56%)
     
  • FTSE

    7.223,10
    +5,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.394,50
    -4,00 (-0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4599
    -0,0363 (-0,56%)
     

Usinas da Índia esperam preços mais altos para exportar açúcar

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Exportadores de açúcar da Índia estão adiando assinar mais contratos de exportação, em uma aposta de que os preços globais irão subir ainda mais com o impacto do clima nas plantações do Brasil.

Most Read from Bloomberg

O açúcar bruto em Nova York precisaria subir para 20,5 centavos de dólar por libra-peso para atrair novamente as usinas do oeste do estado de Maharashtra e da região sul, disse Abinash Verma, diretor-geral da Indian Sugar Mills Association, em entrevista por telefone. A Índia, segunda maior produtora de açúcar do mundo, já fechou acordos para embarcar 1,2 milhão de toneladas da safra da próxima temporada, aproveitando a recente alta dos preços, afirmou.

O ritmo mais lento de vendas da Índia, cujas reservas no mês que vem são estimadas em quase 9 milhões de toneladas, pode aquecer novamente o mercado global. Os futuros do açúcar recentemente atingiram o maior nível em quatro anos em Nova York, sob o impacto da seca e da geada nos canaviais do Brasil. A commodity era negociada a 20,04 centavos de dólar por libra-peso na quarta-feira.

Exportadores indianos esperam que os preços globais subam ainda mais, disse Verma. “Estão esperando o momento oportuno para assinar novos contratos”, acrescentou. As cotações mundiais do açúcar também podem receber impulso do petróleo, já que usinas no Brasil podem desviar mais cana para produzir etanol, disse Verma.

As usinas no norte da Índia estarão prontas para as exportações se os preços globais subirem para 21,5 centavos de dólar, disse Verma. A Índia deve exportar cerca de 7 milhões de toneladas de açúcar nesta temporada, segundo previsões, principalmente com a ajuda de subsídios. Qualquer auxílio financeiro para o próximo ano, se o governo aprovar, será anunciado posteriormente.

“A assinatura de novos contratos de exportação também desacelerou por causa do recente aumento dos preços domésticos”, disse Adhir Jha, CEO e diretor-gerente da Indian Sugar Exim Corp.

Os embarques devem aumentar a partir do final de outubro, quando começa a moagem para a nova temporada, já que haverá pressão sobre as usinas para vender, disse Jha. O governo pode intervir e pedir às usinas que vendam mais no mercado doméstico se os preços ao produtor continuarem subindo, disse. O governo controla a venda de açúcar no mercado interno.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos