Mercado fechará em 3 h 44 min
  • BOVESPA

    118.773,64
    +1.393,15 (+1,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.669,54
    -456,97 (-1,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,86
    +0,09 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.856,60
    +1,40 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    31.533,25
    -835,04 (-2,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    633,77
    -13,55 (-2,09%)
     
  • S&P500

    3.852,87
    -2,49 (-0,06%)
     
  • DOW JONES

    30.977,24
    +17,24 (+0,06%)
     
  • FTSE

    6.663,46
    +24,61 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    29.391,26
    -767,75 (-2,55%)
     
  • NIKKEI

    28.546,18
    -276,11 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.504,00
    +28,50 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5487
    -0,0875 (-1,32%)
     

USDA mantém projeção para safra de soja 20/21 do Brasil; revisa milho para baixo

·1 minuto de leitura

(Reuters) - O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) manteve inalterada a projeção para a safra de soja 2020/21 do Brasil em relação ao mês passado, em 133 milhões de toneladas, mas revisou para baixo a estimativa da colheita brasileira de milho, de acordo com relatório de oferta e demanda global publicado nesta terça-feira.

Segundo o órgão do governo americano, a produção de milho do Brasil foi estimada em 109 milhões de toneladas, ante 110 milhões vistas no levantamento de dezembro.

A safra anterior de soja do Brasil, maior produtor e exportador global da oleaginosa, ficou em 126 milhões de toneladas. Desta forma, segundo a projeção do USDA, a colheita desta temporada deve configurar um novo recorde para o país.

Ainda de acordo com o relatório, a projeção para as exportações brasileiras de soja em 2020/21 também permaneceu estável, em 85 milhões de toneladas.

(Por Nayara Figueiredo; Edição de Luciano Costa)