Mercado fechado
  • BOVESPA

    130.207,96
    +766,93 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.029,54
    -256,92 (-0,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,03
    +0,15 (+0,21%)
     
  • OURO

    1.869,00
    +3,10 (+0,17%)
     
  • BTC-USD

    40.526,78
    +1.411,07 (+3,61%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.010,66
    +41,82 (+4,32%)
     
  • S&P500

    4.255,15
    +7,71 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.393,75
    -85,85 (-0,25%)
     
  • FTSE

    7.146,68
    +12,62 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,23 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    29.161,80
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    14.117,50
    -7,25 (-0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1456
    +0,0141 (+0,23%)
     

USDA eleva previsão de safra de soja 20/21 do Brasil e reduz a de milho

·1 minuto de leitura

(Reuters) - A previsão de safra de soja 2020/21 do Brasil, com colheita já encerrada, foi elevada em 1 milhão de toneladas, para 137 milhões de toneladas, informou o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês) nesta quinta-feira.

O órgão, por outro lado, reduziu a projeção para a safra de milho brasileira 2020/21 a 98,5 milhões de toneladas, ante 102 milhões de toneladas no mês anterior, uma vez que vão ficando mais claros os efeitos da seca para a colheita de inverno, próxima de ganhar ritmo.

Para a próxima safra (2021/22), o USDA manteve as projeções para produção de soja e milho do Brasil em 144 milhões e 118 milhões de toneladas, respectivamente.

(Por Roberto Samora)