Mercado fechado

Universidade de Tóquio faz transmissões ao vivo de cirurgias com RV para alunos

Natalie Rosa

A pandemia da COVID-19 vem obrigando muitos a se adaptarem ainda mais ao virtual, fazendo o possível para que seus trabalhos não sejam interrompidos e prejudicados. Uma das soluções parte lá de Tóquio, no Japão, em um hospital, com os médicos começando a fazer a transmissão ao vivo de procedimentos cirúrgicos em realidade virtual para seus alunos.

Na faculdade de medicina Tokyo Women’s Medical University, que já é bastante conhecida no país por fazer experimentos com algoritmos de inteligência artificial e contar com robôs médicos, os cirurgiões agora usam a tecnologia para beneficiar seus alunos. As operações são feitas em frente a uma câmera gigante de realidade virtual em 8K, precisando apenas que o estudante use um headset de RV em sua própria casa para conferir a aula.

Neotaka Fujii, CEO da empresa de realidade virtual Hacosco, diz acreditar que a transmissão ao vivo em RV traz uma experiência imersiva mesmo sem a necessidade de contato humano. Além disso, a câmera proporciona uma melhor visibilidade das cirurgias em comparação com apenas observar atrás dos ombros de um médico ou ainda através de uma vidraça.

Imagem: Reprodução

"A tecnologia de realidade virtual está, definitivamente, progredindo no campo médico. Ela vem se tornando continuamente comum em aplicações de pesquisa e educação, assim como neste projeto e em reabilitação pós-operatória", comenta Fuji.

O projeto, obviamente, é uma grande solução de prevenção contra a propagação do novo coronavírus, mas se a ideia se tornar uma tendência para os próximos anos, infelizmente pode tornar as aulas inacessíveis a uma grande parcela da população do Japão.



Fonte: Canaltech