Mercado fechará em 1 h 47 min
  • BOVESPA

    121.678,54
    -122,67 (-0,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.255,42
    +59,99 (+0,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,96
    +0,81 (+1,19%)
     
  • OURO

    1.803,20
    -7,30 (-0,40%)
     
  • BTC-USD

    40.509,96
    +765,94 (+1,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    999,98
    +24,08 (+2,47%)
     
  • S&P500

    4.421,13
    +18,47 (+0,42%)
     
  • DOW JONES

    34.985,24
    +192,57 (+0,55%)
     
  • FTSE

    7.120,43
    -3,43 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.160,00
    +86,50 (+0,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1660
    +0,0477 (+0,78%)
     

Universidade do Paraguai é a primeira a aceitar BTC e ETH na América Latina

·2 minuto de leitura

O anúncio da instituição educativa ocorre após o anúncio de uma nova lei que deve tramitar no legislativo paraguaio para atrair empresas dedicadas a criptomoedas.

A partir do dia 1o de agosto, a Universidade Americana do Paraguai aceitara que o pagamento de matrículas seja feito em criptomoedas. Em um primeiro momento, a instituição só receberá bitcoin (BTC) e ethereum (ETH).

A notícia, publicada no Twitter pela universidade, localizada em Asunción, foi feita menos de dez dias depois que o deputado Carlos Rejala revelou que apresentará um projeto de lei que permitirá o uso de criptomoedas como forma regular de pagamento no dia 14 de julho. Isto faz com que o país se junte a outras iniciativas similares na América Latina, como as ocorridas no Panamá e em El Salvador.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Abertura universitária às criptomoedas

Com a Universidade Americana do Paraguai, que tem trinta anos de existência no país sul-aericano, já são oito instituições de ensino superior no mundo que aceitam critomoedas.

As outras sete são:

  • Instituto Tecnológico de Massachussets, nos Estados Unidos

  • Universidade Pompeu Fabra, em Barcelona, na Espanha

  • Universidade Simon Frase, no Canadá

  • Universidade de Cumbria, no Reino Unido

  • Universidade de Nicosia, no Chipre

  • Escola de Negócios Internacionais ESMT, na Alemanha

  • Universidade de Ciências Aplicadas e Artes de Lucerna, na Suiça.

Além disso, a instituição educacional paraguaia se torna pioneira na região ao se tornar a primeira universidade da América Latina a aceitar criptomoedas.

Ingresso das universidades no mundo cripto

Não é nada novo ou excepcional que universidades aceitem pagamentos em criptomoedas. Sem embargo, a relação entre universidades e cripto ativos é antiga, uma vez que foram justamente as instituições de educação que se interessaram em impulsionar tanto a pesquisa quanto a aplicação dessas tecnologias.

Por exemplo, no início de 2021, a rede de instituições politécnicas Tecnológico Nacional de México e a IBM firmaram uma parceria para a formação de profissionais de blockchain. Na Espanha, por sua vez, a Universidade de Alicante decidiu usar o Blockchain para rastrear a cannabis, enquanto a Universidade das Ilhas Baleares decidiu usá-lo para combater as alterações climáticas através de um acordo com a empresa True World.

O artigo Universidade do Paraguai é a primeira a aceitar BTC e ETH na América Latina foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos