Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.197,82
    +967,70 (+0,83%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.845,83
    -200,75 (-0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,03
    +1,51 (+1,75%)
     
  • OURO

    1.725,00
    -5,50 (-0,32%)
     
  • BTC-USD

    20.026,35
    -332,16 (-1,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    456,09
    -2,31 (-0,50%)
     
  • S&P500

    3.783,28
    -7,65 (-0,20%)
     
  • DOW JONES

    30.273,87
    -42,45 (-0,14%)
     
  • FTSE

    7.052,62
    -33,84 (-0,48%)
     
  • HANG SENG

    18.087,97
    +1.008,46 (+5,90%)
     
  • NIKKEI

    27.120,53
    +128,32 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.628,00
    -12,75 (-0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1351
    -0,0328 (-0,63%)
     

Universidade japonesa 'revoluciona' carros autônomos com inteligência artificial

Nova interface é capaz de perceber com proficiência o ambiente ao redor, enquanto controla o veículo autônomo à medida que segue uma série de pontos de rota (Getty Creative)
Nova interface é capaz de perceber com proficiência o ambiente ao redor, enquanto controla o veículo autônomo à medida que segue uma série de pontos de rota (Getty Creative)
  • Novo modelo de Inteligência Artificial lida simultaneamente com a percepção e o controle de um veículo autônomo

  • Uma das limitações impostas pela condução autônoma são os vários módulos específicos de tarefas

  • No modelo desenvolvido pelos pesquisadores japoneses, foram incluídos dois módulos principais – os módulos de percepção e controlador

Pesquisadores da Universidade de Tecnologia de Toyohashi, no Japão, anunciaram a criação um modelo de Inteligência Artificial (IA) que lida simultaneamente com a percepção e o controle de um veículo autônomo.

A nova interface é capaz de perceber com proficiência o ambiente ao redor, por meio de vários campos de visão, enquanto controla o veículo autônomo à medida que segue uma série de pontos de rota.

Algumas das limitações impostas pela condução autônoma são os vários módulos específicos de tarefas e um processo de integração que pode resultar em perda de informações, já que muitos parâmetros são ajustados manualmente. No modelo desenvolvido pelos pesquisadores japoneses, foram incluídos dois módulos principais – os módulos de percepção e controlador.

As informações são então extraídas do módulo de percepção, além da medição da velocidade do veículo e das coordenadas do ponto de rota, que são decodificadas pelo módulo controlador para estimar os controles de navegação.

Os pesquisadores também já estão avaliando como aplicar essa nova tecnologia em condições de iluminação ruins, como à noite e sob chuva forte.

Problemas no projeto da Apple

Em julho, a Apple enfrentou algumas complicações no desenvolvimento de seu próprio carro autônomo. De acordo com informações internas, durante testes pelas ruas do Vale do Silício o veículo autônomo da empresa, o Apple Car, estaria causando acidentes.

O Apple Car quase atropelou algumas pessoas nos últimos testes, invadindo calçadas e entrando em ruas que não estavam em sua rota. Com um desenvolvimento que já leva oito anos, as decisões da empresa ao longo do caminho parecem estar refletindo no desempenho do veículo.

A ideia da empresa é que o Apple Car seja um veículo 100% elétrico e autônomo, completamente inserido dentro do ecossistema da Apple, que rege todo os demais aparelhos da empresa de tecnologia, como os iPhones, Macs, e o futuro headset de realidade virtual.