Mercado abrirá em 9 h 53 min
  • BOVESPA

    106.667,66
    +293,79 (+0,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.232,20
    -741,07 (-1,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,92
    +1,49 (+1,74%)
     
  • OURO

    1.812,50
    +0,10 (+0,01%)
     
  • BTC-USD

    42.412,05
    +151,01 (+0,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.010,98
    +1,60 (+0,16%)
     
  • S&P500

    4.577,11
    -85,74 (-1,84%)
     
  • DOW JONES

    35.368,47
    -543,34 (-1,51%)
     
  • FTSE

    7.563,55
    -47,68 (-0,63%)
     
  • HANG SENG

    24.161,47
    +48,69 (+0,20%)
     
  • NIKKEI

    27.759,17
    -498,08 (-1,76%)
     
  • NASDAQ

    15.165,25
    -40,75 (-0,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3098
    +0,0027 (+0,04%)
     

Universidade do Japão perde 77 TB de dados de pesquisa por erro de backup

·1 min de leitura

A Universidade de Kyoto, no Japão, perdeu cerca de 77 TB de dados de pesquisa por conta de um erro no sistema de backup de seu supercomputador Hewlett-Packard, informou o site Bleeping Computer. O problema aconteceu entre 14 e 16 de dezembro e resultou na perda de 34 milhões de arquivos de 14 grupos de pesquisa.

A universidade concluiu em uma investigação que o conteúdo afetado não poderia mais ser restaurado. Os pesquisadores com perdas foram notificados por e-mail, e mais detalhes sobre o tipo de trabalho perdido não foram informados.

Para evitar futuros problemas, a universidade redesenhou seu sistema de backup e pretende reinaugurá-lo lo em janeiro. A intenção é de manter, além dos backups completos, os do tipo incremental, que cobrem arquivos alterados desde o backup anterior.

Fugaku é o supercomputador mais poderoso do mundo (Imagem: Divulgação/Niken)
Fugaku é o supercomputador mais poderoso do mundo (Imagem: Divulgação/Niken)

O incidente fere a reputação dos supercomputadores, aparelhos cujo processamento custam centenas de dólares por hora devido ao alto custo das máquinas e da energia necessária. O Japão é atuamente dono do modelo mais poderoso do mundo, o Fugaku, com desempenho de 442 petaflops. O segundo da lista global, o "Summit", da IBM, pode atingir um número muito menor de 148 petaflops (um quatrilhão de operações por segundo).

A Universidade de Kyoto é considerada uma das mais importantes instituições de pesquisa do Japão e tem um dos maiores investimentos da Grants-in-Aid for Scientific Research, programa nacional de bolsas para instituições de pesquisa.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos