Mercado fechado

Uninove demite professores pela internet e gera revolta

Aviso divulgado pela União Nacional dos Estudantes teria sido exibido aos professores demitidos.

A Universidade Nove de Julho, uma das maiores instituições privadas de ensino do Brasil, foi alvo de protestos online na noite desta segunda-feira e manhã de terça (23) depois que foi divulgada a notícia de que ela teria realizado demissões em massa de professores. Segundo a União Nacional dos Estudantes (UNE), mais de 300 professores teriam sido demitidos. Questionada pela reportagem do Yahoo, a Uninove não havia respondido até o fechamento desta nota confirmando o número de demitidos. 

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News 

"Absurdo! Mais de 300 professores foram demitidos pela Uninove em São Paulo hoje, sem nem sequer o semestre letivo ter se encerrado", escreveu a UNE em seu Twitter. "As notas das provas não foram lançadas e os professores já estão dispensados. Não precisam nem cumprir aviso prévio."

Leia também

Anexo às publicações que circularam no Twitter estava a imagem do aviso apresentado aos professores no sistema da universidade, avisando da demissão, e solicitando entrega da carteira de trabalho no departamento de recursos humanos para baixa. Muitos reclamavam da “automatização” das demissões e do corte ter sido abrupto, sem aviso prévio, nem tempo para a conclusão do semestre letivo, o que prejudica ainda os alunos. 

Um baixo-assinado online chegou a ser feito pedindo a volta dos professores.

Segundo os alunos, as aulas foram substituídas por uma “live” transmitida pela internet. Questionada também pela reportagem, a Uninove não informou quais áreas foram afetadas, e também não divulgou qualquer plano de alteração pedagógica.

“Demissão em massa através de um pop-up 10 minutos antes de começar as aulas”, escreveu uma usuário no Twitter. “Substituíram por lives genéricas e sem direito a comentários dos alunos. Total descaso com todos!”

As mensagens de protesto se espalharam, e levaram o nome da universidade ao topo dos trending topics:

A Uninove tem sede em São Paulo, e segundo sua página, atende a mais de 150 mil alunos em cursos superiores de licenciatura, bacharelado e pós-graduação. 

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.