Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.967,11
    -134,88 (-0,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.511,42
    -996,93 (-1,90%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,75
    -0,80 (-0,94%)
     
  • OURO

    1.830,50
    -12,10 (-0,66%)
     
  • BTC-USD

    38.054,66
    -4.614,24 (-10,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    890,09
    +647,41 (+266,78%)
     
  • S&P500

    4.397,73
    -85,00 (-1,90%)
     
  • DOW JONES

    34.265,50
    -449,89 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.474,25
    -366,75 (-2,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1838
    +0,0537 (+0,88%)
     

Europa tem queda nas exportações de vinho branco pela 1ª vez desde 2011

·2 min de leitura
2 glasses of pink sparkling wine on a table with figs.
Número de vendas de vinho branco cai pela primeira vez na década
  • Exportações de vinho branco da União Europeia caíram pela primeira vez na década;

  • Pandemia é tida como grande razão da queda nos números no bloco europeu;

  • Champanhe foi o mais atingido em queda de vendas na União Europeia

Segundo informações da Eurostat divulgadas pela agência Reuters, as exportações de vinho espumante, o chamado vinho branco, da União Europeia para o resto do mundo caíram no ano passado pela primeira vez em uma década, em grande parte por causa de uma queda maciça nas vendas de champanhe, embora as bebidas prosecco e cava tenham tido bons números, de acordo com a pesquisa.

Leia também:

Um dos motivos pela queda nos números foi a pandemia de COVID-19 prejudicou o comércio de vinho em todo o mundo em 2020, o último ano para o qual há dados disponíveis, já que restaurantes e bares permaneceram fechados por longos períodos, o que prejudicou os números de bebidas vendidas presencialmente.

Champanhe também registra queda de vendas na União Europeia

Na queda de vendas, o champanhe foi o mais atingido. De acordo com os dados da Eurostat de vendas fora da UE do famoso vinho espumante francês caíram mais de 20% em volume, para 66 milhões de litros em 2020, de quase 84 milhões de litros no ano anterior, segundo informações veiculadas pela agência Reuters.

Isso contribuiu amplamente para uma queda geral de 6% nas exportações de vinhos espumantes da UE no ano passado em comparação com 2019, mostraram os dados do Eurostat. As exportações da UE caíram de um pico de 528 milhões de litros em 2019 para 494 milhões de litros em 2020, por outro lado, ainda quase o dobro do nível registrado em 2010.

Das três principais categorias de vinho espumante exportadas da UE, apenas o champanhe registou uma queda significativa de volume. Enquanto isso, o Prosecco, de longe o mais exportado, registrou vendas fora da UE de 205 milhões de litros em 2020, em comparação com quase 207 milhões de litros em 2019. O Cava, produzido na Espanha, contrariou a tendência, aumentando suas exportações fora do bloco em mais de 10%, para 58 milhões de litros em 2020, chegando perto de substituir o champanhe como o segundo vinho espumante mais vendido da UE fora do bloco de 27 países.

As vendas totais de champanhe, inclusive na UE, caíram 18% em volume no ano passado, de acordo com o grupo de produtores CIVC, em dados colhidos pela Reuters. Por outro lado, apesar da queda nas vendas por volume, os champanhes vintage provaram ser uma atração lucrativa para os investidores este ano, superando todos os principais ativos do mercado financeiro, segundo a agência.

(Com informações da Reuters)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos