Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.727,58
    -261,18 (-0,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Uma seca histórica: a Venezuela e os 40 anos sem vencer uma partida sequer na Copa América

·2 minuto de leitura

Adversária da estreia da Seleção Brasileira na Copa América neste domingo, a Venezuela não é nem de longe uma das principais potências sul-americanas, muito pelo contrário. Mas a verdade é que já houve tempo em que a "Vinho Tinto" tinha pela frente um inacreditável tabu e sofreu com muito mais ardor do que hoje em dia. Chegou a hora de contar essa história.

Soteldo, ex-Santos, é o principal nome venezuelano | MAURO PIMENTEL/Getty Images
Soteldo, ex-Santos, é o principal nome venezuelano | MAURO PIMENTEL/Getty Images

Nos últimos anos, houve um flerte (ou algo parecido) com a busca por algo mais significativo do que ficar em último nas Eliminatórias, fato é que os venezuelanos seguem sem ter ido a uma Copa do Mundo. Na Copa América, nenhum título claro. Mas o pior foi o período sem nenhuma vitória sequer: quarenta anos! Sim, vamos escrever de novo para você entender que não leu errado: quarenta anos!

Em 1967, numa edição de apenas seis equipes participantes, a Venezuela venceu a Bolívia por 3 a 0 (sua primeira vitória na história do torneio) para somente voltar a ver o brilho do triunfo em 2007, quando superaram o Peru, com gols de Cichero e Arismendi, em casa, na cidade de San Cristóbal. Na sequência, ainda conseguiram garantir a classificação para as quartas de final ao empatar em 0 a 0 com o Uruguai. Façanha incrível!

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A campanha foi interrompida pelos próprios uruguaios, com uma goleada por 4 a 1. No total, a Venezuela hoje tem o histórico de 8 vitórias:

Venezuela 3 x 0 Bolívia - 1967
Venezuela 2 x 0 Peru - 2007
Venezuela 1 x 0 Equador - 2011
Venezuela 2 x 1 Chile - 2011
Venezuela 1 x 0 Colômbia - 2015
Venezuela 1 x 0 Jamaica - 2016
Venezuela 1 x 0 Uruguai - 2016
Venezuela 3 x 1 Bolívia - 2019

Semifinalista em 2011, será que dez anos depois, em 2021, com Soteldo e companhia, a "Vinho Tinto" conseguirá alçar vôos maiores?

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos