Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.291,59
    +413,06 (+0,37%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.934,21
    +259,38 (+0,59%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,69
    +0,05 (+0,11%)
     
  • OURO

    1.844,70
    +3,60 (+0,20%)
     
  • BTC-USD

    19.455,06
    +506,16 (+2,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    382,19
    +7,79 (+2,08%)
     
  • S&P500

    3.666,72
    -2,29 (-0,06%)
     
  • DOW JONES

    29.969,52
    +85,73 (+0,29%)
     
  • FTSE

    6.490,27
    +26,88 (+0,42%)
     
  • HANG SENG

    26.728,50
    +195,92 (+0,74%)
     
  • NIKKEI

    26.809,37
    +8,39 (+0,03%)
     
  • NASDAQ

    12.491,50
    +29,25 (+0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2569
    -0,0629 (-1,00%)
     

Uma das vítimas de exames ginecológicos no Catar é neozelandesa

·1 minuto de leitura
Um avião no aeroporto de Doha, onde várias mulheres foram obrigadas a se submeter a exames ginecológicos para tentar encontrar a mãe de um recém-nascido abandonado no banheiro
Um avião no aeroporto de Doha, onde várias mulheres foram obrigadas a se submeter a exames ginecológicos para tentar encontrar a mãe de um recém-nascido abandonado no banheiro

A Nova Zelândia revelou que uma de suas cidadãs está entre as mulheres submetidas a exames ginecológicos forçados no aeroporto de Catar e qualificou o ocorrido de "completamente inaceitável".

"Ficamos extremamente preocupados ao tomar conhecimento que uma cidadã neozelandesa foi envolvida neste terrível incidente que envolveu passageiras de vários voos da Qatar Airways", declarou o ministério das Relações Exteriores em um comunicado divulgado na noite de quinta-feira (29).

"Este ato é completamente inaceitável", acrescentou, em alusão a um caso que também enfureceu a Austrália.

Em 2 de outubro, agentes do aeroporto de Doha fizeram desembarcar passageiras de um dos voos com destino a Sydney e as obrigaram a se submeter a exames ginecológicos.

Segundo Catar, tratava-se de tentar determinar se alguma delas tinha dado à luz recentemente, após a descoberta de uma recém-nascida "coberta com uma sacola de plástico" e "escondida" em meio ao lixo dos banheiros, o que equivale a uma "tentativa de homicídio".

ns/dm/bfm/fby/ob/erl/mls/mvv