Mercado abrirá em 9 h 21 min
  • BOVESPA

    120.933,78
    -180,15 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.072,62
    -654,36 (-1,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,90
    +0,52 (+0,82%)
     
  • OURO

    1.775,00
    +4,40 (+0,25%)
     
  • BTC-USD

    54.462,52
    -2.640,73 (-4,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.240,59
    -58,37 (-4,49%)
     
  • S&P500

    4.163,26
    -22,21 (-0,53%)
     
  • DOW JONES

    34.077,63
    -123,04 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.000,08
    -19,45 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    29.107,04
    +0,89 (+0,00%)
     
  • NIKKEI

    29.150,71
    -534,66 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    13.927,25
    +30,00 (+0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6938
    +0,0181 (+0,27%)
     

Um paciente de Covid a cada três sofre efeitos a longo prazo, aponta estudo

·1 minuto de leitura
Resultados de estudos clínicos que analisaram os sintomas persistentes que algumas pessoas apresentam após um quadro grave de covid-19

Após uma internação por Covid-19, um a cada três pacientes vê sua saúde ser afetada a longo prazo, com danos a diferentes órgãos e problemas psicológicos, aponta um estudo divulgado nesta segunda-feira.

O artigo, que faz um resumo de diferentes trabalhos de pesquisa divulgados recentemente, destaca a fadiga, dificuldade de respirar, ansiedade, depressão e transtorno do estresse pós-traumático como sintomas mais frequentes em pessoas afetadas pela "Covid longa". Segundo os pesquisadores, os dados disponíveis mostram uma emergência de saúde pública subestimada e os governos deveriam se preocupar mais e refletir sobre formas de lidar com a mesma.

"Levando em conta as milhões de pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 no mundo, o peso a longo prazo sobre a saúde física, cognitiva e mental está por vir. Nós só detectamos, sem dúvida, a ponta do iceberg", assinalou à AFP o principal autor do artigo, Kartik Sehgal, oncologista e professor na faculdade de medicina de Harvard, nos Estados Unidos.

A Covid-19 ataca principalmente os pulmões, mas estudos mostram que o vírus também afeta outros órgãos, causando complicações que vão desde problemas cardiovasculares até inflamações crônicas.

O artigo, publicado na revista "Nature Medicine", analisou nove estudos realizados na Europa, nos Estados Unidos e na China, que monitoram pacientes a longo prazo. Para os autores, a pesquisa mostra que impedir a morte pela doença não é suficiente em matéria sanitária, e que é necessário aprofundar o estudo sobre a Covid longa e ampliar as consultas para atender aos sintomas incapacitantes da mesma.

pg/mh/dl/abb/may/it/eg/tjc/lb