Mercado abrirá em 9 h 30 min
  • BOVESPA

    109.786,30
    +2.407,38 (+2,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.736,48
    +469,28 (+1,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,53
    +0,62 (+1,38%)
     
  • OURO

    1.807,90
    +3,30 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    18.981,29
    -87,21 (-0,46%)
     
  • CMC Crypto 200

    376,72
    +6,97 (+1,88%)
     
  • S&P500

    3.635,41
    +57,82 (+1,62%)
     
  • DOW JONES

    30.046,24
    +454,97 (+1,54%)
     
  • FTSE

    6.432,17
    +98,33 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    26.907,47
    +319,27 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    26.594,02
    +428,43 (+1,64%)
     
  • NASDAQ

    12.162,25
    +86,25 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4012
    +0,0043 (+0,07%)
     

Um funcionário pode ser demitido pelo que fez no Zoom?

Finanças Internacional
·4 minuto de leitura
Screen of multiple work colleagues on video call
Screen of multiple work colleagues on video call

Por Lydia Smith

A transição repentina ao trabalho remoto foi estressante para muita gente, mas, felizmente, as falhas da tecnologia têm proporcionado alguns momentos de alívio.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Vimos a chefe que, sem querer, transformou-se em uma batata durante uma conferência no Microsoft Teams usando um filtro do Snapchat, e o funcionário que foi ao banheiro e se esqueceu de desligar a câmera. Outro funcionário foi flagrado pelos colegas estupefatos enquanto tomava uma ducha e, claro, sempre há as participações especiais de crianças e animais de estimação.

Leia também:

Semana passada, as coisas foram um pouco além quando um redator veterano do New Yorker, o especialista jurídico Jeffrey Toobin, supostamente foi flagrado se masturbando durante uma reunião no Zoom.

"Cometi um erro embaraçosamente idiota pensando que minha câmera estava desligada", Toobin disse ao se pronunciar, na segunda-feira, sobre a situação, noticiada em primeira mão pela Vice. Ele acrescentou: "Peço desculpas à minha esposa, família, aos meus amigos e colegas de trabalho. Pensei ter desligado o vídeo do Zoom e que ninguém na chamada pudesse me ver."

Um porta-voz da revista disse, em um pronunciamento, que Toobin permaneceria suspenso durante a investigação do incidente.

Transformar-se acidentalmente em um legume durante uma reunião virtual provavelmente não vai causar uma demissão. Mas é possível perder o emprego por causa de um incidente no Zoom?

Andrew Willis, diretor jurídico da Croner, empresa de direito trabalhista, RH, saúde e segurança, diz que o caso de Toobin é um exemplo extremo de mau comportamento em uma reunião via Zoom. No entanto, os empregadores precisam estar preparados para responder a um comportamento não profissional durante chamadas de vídeo.

"Com o trabalho remoto, são adotadas novas formas de comunicação entre equipes e com clientes. É preciso implementar novas ferramentas de chamadas de voz e vídeo, como Zoom, Skype, ou Microsoft Teams na rotina diária dos funcionários", ele diz.

"No entanto, pode ser fácil para os empregados relaxarem em relação ao profissionalismo quando estão trabalhando de casa. Mas o trabalho remoto não impede que os empregadores exijam de seus funcionários os mesmos padrões que exigiriam dentro do escritório ou outro ambiente de trabalho."

Apesar de acidentes acontecerem, Willis diz que a política específica de um empregador em relação à conduta no trabalho deve ser aplicada àqueles que trabalham de casa temporariamente ou em decorrência da pandemia.

"Quem já tinha um contrato de trabalho remoto anterior, não como um resultado da pandemia, deveria ter um acordo firmado a respeito do comportamento esperado enquanto trabalha para seu empregador", ele explica.

"Assim, a menos que tenha sido combinado anteriormente que um funcionário remoto seguirá normas diferentes de trabalho, os empregadores devem tratar todos os funcionários que estão trabalhando de casa como se eles estivessem em um ambiente de trabalho."

De qualquer modo, ele acrescenta que todos os funcionários devem ter um acordo por escrito com os termos e as condições de trabalho, apresentando as regras e os procedimentos disciplinares.

"Deve ficar claro que se um acordo de conduta não for respeitado, há o risco de ação disciplinar, seja formal ou informal", diz Willis. "Regras e procedimentos disciplinares apoiam a relação trabalhista, oferecendo ao empregador a oportunidade de deixar claro o modo como seus funcionários devem se comportar e os padrões que espera deles."

Mas antes de chegar ao ponto em que os empregadores precisem intervir formalmente, é importante tomar medidas para administrar qualquer questão de modo informal, antes de mais nada.

"Muitos casos irrelevantes de mau comportamento podem ser abordados de modo eficiente e informal pelo gerente do funcionário", diz Willis. "Em uma reunião informal entre o gerente e os funcionários, o gerente deve fazer com que o funcionário perceba qual é o problema e por que é um problema, e o funcionário deve se comprometer a mudar ou melhorar seu comportamento."

É essencial lembrar que os funcionários podem estar com dificuldade para equilibrar o trabalho remoto e os cuidados com os filhos ou outras responsabilidades pessoais, o que pode causar interrupções no Zoom ou no Teams.

"Casos mais sérios de mau comportamento podem provocar uma ação disciplinar formal que poderia levar a uma suspensão — e, posteriormente, a uma demissão", Willis diz. "No entanto, os empregadores devem analisar caso a caso para não reagir de modo desproporcional a um caso simples de comportamento inadequado em uma chamada de voz ou vídeo."

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube