Mercado fechará em 4 h 45 min
  • BOVESPA

    103.890,24
    +1.665,98 (+1,63%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,50
    +4,35 (+6,38%)
     
  • OURO

    1.789,60
    +1,50 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    57.266,73
    +2.980,02 (+5,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.437,49
    -17,92 (-1,23%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,06 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.151,43
    +107,40 (+1,52%)
     
  • HANG SENG

    23.852,24
    -228,28 (-0,95%)
     
  • NIKKEI

    28.283,92
    -467,70 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.254,50
    +203,50 (+1,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3076
    -0,0409 (-0,64%)
     

Um dos suspeito de matar onça e postar vídeo em rede social é preso no Maranhão

·1 min de leitura

RIO — Um homem foi preso em flagrante pela Polícia Civil do Maranhão, na tarde da última quarta-feira, suspeito de ter matado uma onça negra e divulgar imagens do animal abatido numa rede social. O crime ocorreu, de acordo com a corporação, numa área Indígena Arariboia, no município de Arame.

Segundo o delegado Jessé Soares, a prisão ocorreu após a circulação do vídeo nas redes sociais. Nas imagens, a onça preta, de grande porte, é exibida por um grupo de pessoas. O vídeo repercutiu em virtude da comoção causada pela morte do animal, que é ameaçado de extinção.

Com o suspeito preso foram encontrados o couro da onça abatida, duas espingardas, munição calibre 20mm intactas e quatro deflagradas, pólvora e outros materias usados para caçar animais silvestres.

O preso foi apresentado na sede da Delegacia de Polícia Civil de Arame e, após o registro de ocorrência ser feito, e está à disposição da Justiça. A coporação informou que agora ações são feitas visando a localizar os demais envolvidos no crime.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos