Mercado abrirá em 9 h 26 min
  • BOVESPA

    121.113,93
    +412,93 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,94
    -0,19 (-0,30%)
     
  • OURO

    1.779,40
    -0,80 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    56.905,89
    -3.009,10 (-5,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.294,84
    -96,87 (-6,96%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,67 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    29.265,96
    +296,25 (+1,02%)
     
  • NIKKEI

    29.748,10
    +64,73 (+0,22%)
     
  • NASDAQ

    14.049,25
    +19,75 (+0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6788
    -0,0073 (-0,11%)
     

Ultrapar mantém negociações sobre refinarias com Petrobras, apesar de turbulências

Alberto Alerigi Jr.
·1 minuto de leitura

Por Alberto Alerigi Jr.

SÃO PAULO (Reuters) - A Ultrapar está mantendo negociações com a Petrobras e não houve até o momento nenhuma mudança na direção da estatal sobre a venda de ativos no setor de refino, afirmou o presidente do conglomerado privado, Frederico Curado, nesta quinta-feira.

Questionado por analistas sobre o rumo do processo de venda dos ativos de refino da Petrobras após a polêmica intervenção do presidente Jair Bolsonaro sobre o comando da companhia, em meio à críticas sobre reajustes sucessivos nos preços dos combustíveis no país, Curado afirmou que a Ultrapar tem visão de longo prazo para o segmento de refino.

"Não tivemos nenhum sinal da Petrobras no sentido de alterar o curso das negociações, que não são simples, mas vai levar algum tempo ainda (para serem concluídas)", disse Curado durante teleconferência com analistas após a publicação dos resultados de quarto trimestre da Ultrapar na noite da véspera.

"Se houver um subsídio à la o que aconteceu em anos anteriores, como 2015, vemos isso como estruturalmente improvável...no longo prazo. Temos alguns marcos regulatórios importantes", disse Curado ao ser questionado sobre a atratividade do setor de refino caso a Petrobras altere sua política de preços.

"O espaço fiscal do Brasil também não permite esse tipo de prática. Basicamente, as premisssas que nos levaram a essa tentativa de investimento no setor ainda são válidas", afirmou.

A Petrobras está tentando vender oito refinarias, o que acabaria com o virtual monopólio da estatal no setor de refino do país e abriria um dos maiores mercados de combustível do mundo para investidores privados. A Ultrapar está liderando negociações para a aquisição da Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), no Rio Grande do Sul.