Mercado abrirá em 8 h 6 min
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,88 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,40 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,86
    +0,58 (+0,53%)
     
  • OURO

    1.853,50
    +11,40 (+0,62%)
     
  • BTC-USD

    30.144,90
    +818,89 (+2,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    673,79
    +0,42 (+0,06%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,80 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.327,28
    -389,96 (-1,88%)
     
  • NIKKEI

    26.925,00
    +185,97 (+0,70%)
     
  • NASDAQ

    11.977,50
    +136,75 (+1,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1485
    -0,0043 (-0,08%)
     

Ultrapar espera melhora de resultados em 2022 após ações de reestruturação

·2 min de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - A Ultrapar espera uma retomada nos resultados neste ano, apesar do cenário de inflação elevada e alta de juros, depois de medidas de reestruturação no ano passado que deixaram o grupo focado em distribuição de combustíveis e logística.

"Em um cenário de juros mais altos, não é nada ruim estar com balanço forte e dívida menor. O negócio ficou mais simples, mais fácil de administrar e o grupo vai ficar muito preparado para oportunidades futuras, esse é o objetivo", disse o presidente-executivo da Ultrapar, Marcos Lutz, durante reunião anual com analistas e investidores.

Segundo ele, "boa parte" do trabalho de recuperação de resultados da rede de postos de combustíveis Ipiranga já foi feito e os resultados do grupo devem mostrar evolução "ao longo deste ano".

Dentro da estratégia da Ipiranga, que elevou a equipe de estratégia de precificação de produtos de 9 para cerca de 50 pessoas, está a revitalização de cerca de 2.000 postos de combustíveis da rede. Segundo o presidente da Ipiranga, Leonardo Linden, os postos que já foram reformados estão mostrando um crescimento de 4% nos volumes vendidos.

Por sua vez, o diretor financeiro da Ultrapar, Rodrigo Pizzinatto, afirmou que a companhia continuará a redução de custo de dívida ao longo deste ano e que a empresa não tem planos de curto prazo para realizar uma recompra de ações.

Questionado sobre a mudança na política de remuneração aos acionistas, que cortou de 50% para 25% o dividendo mínimo obrigatório da empresa, Pizzinatto afirmou que isso "não significa necessariamente que a empresa vai pagar 25%, mas nos dá flexibilidade".

Às 12h36, as ações da Ultrapar exibiam queda de cerca de 5%, cotadas a 13,39 reais. No mesmo horário, o Ibovespa mostrava baixa de 1,8%.

(Por Alberto Alerigi Jr.; edição de André Romani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos