Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -634,97 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,16 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,01
    +0,10 (+0,14%)
     
  • OURO

    1.876,50
    -3,10 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    38.901,82
    +3.321,75 (+9,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,40 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,23 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,87 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    14.022,50
    +28,25 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1935
    +0,0009 (+0,01%)
     

Ultrapar deve terminar ano com novo portfólio de ativos

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - O conglomerado de empresas Ultrapar deve encerrar 2021 com uma carteira de ativos diferente do começo do ano, afirmou o presidente da companhia, Frederico Curado, em reunião com analistas e investidores nesta sexta-feira.

Além da entrada do grupo em área de refino de petróleo, por meio da compra da Refap, da Petrobras, até meados do ano, o portfólio de ativos da Ultrapar pode passar por outras ações de alocação de capital, disse o executivo.

"Temos meta até julho de assinatura do contrato da Refap e isso por si só já é um megadesenvolvimento no nosso portfólio", disse Curado ao ser questionado sobre o perfil de ativos do grupo no final deste ano.

"Outros movimentos talvez aconteçam até o final do ano. Vamos terminar 2021 com uma cara diferente da que começamos", acrescentou, sem dar detalhes.

No início de maio, ele já havia mencionado que a empresa de especialidades químicas da Ultrapar, Oxiteno, "não está exatamente" na cadeia de valor que o grupo tem buscado se concentrar, mais voltada para as outras empresas do portfólio, incluindo Ipiranga, Ultragaz e Ultracargo.

(Por Alberto Alerigi Jr.)