Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.094,22 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,95 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.380,48
    +95,33 (+0,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,15 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,82 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

UE recebe reclamações contra nova política de privacidade do WhatsApp

·2 minuto de leitura
UE recebe reclamações contra nova política de privacidade do WhatsApp
UE recebe reclamações contra nova política de privacidade do WhatsApp

Segundo a agência de notícias Reuters, a Organização Europeia do Consumidor (BEUC, sigla em inglês) recebeu, nesta segunda-feira (12), uma série de reclamações contrárias à nova política de privacidade do WhatsApp.

Desde que foi anunciada, a atualização motivou diversas queixas e fez com que muitos usuários migrassem para aplicativos de concorrentes, como Telegram e Signal.

whatsapp e instagram ícones apps
Atualização das políticas de privacidade ainda gera polêmica depois de quase dois meses de implantação. Imagem: BigTunaOnline/Shutterstock

Em ação conjunta entre oito de seus membros, a BEUC apresentou denúncia junto à Comissão Europeia e também na rede europeia de autoridades de defesa do consumidor. A principal acusação é de que o WhatsApp fez pressões injustas para os usuários aceitarem as novas políticas.

Segundo a nota oficial, as notificações, a natureza delas, o timing e a recorrência colocam pressão indevida nos usuários e prejudicam sua liberdade de escolha. Logo, são violações da diretiva da UE sobre práticas comerciais injustas.

Leia mais:

Nova política do WhatsApp está em vigor desde maio

A atualização entrou em vigor em 15 de maio e permite que o WhatsApp compartilhe alguns dados dos usuários com o Facebook e outras empresas do grupo.

Apesar de a empresa garantir que as mensagens não afetariam conversas pessoais, a Comissão alega que o WhatsApp não explicou devidamente aos usuários, em linguagem simples e transparente, a natureza exata das alterações.

Assim, a União Europeia alega que se trata de uma violação da lei do consumidor, que necessita de termos contratuais claros e objetivos.

Já o Facebook se defendeu alegando que a ação da BEUC é baseada na incompreensão do propósito e do efeito da atualização dos termos de serviço.

“A atualização não expande nossa habilidade de compartilhar dados com o Facebook e não tem impacto na privacidade das mensagens com amigos ou familiares, onde quer que eles estejam no mundo. Nós gostaríamos de ter a oportunidade de explicar a atualização à BEUC para esclarecer o que ela significa às pessoas”, comunicou um porta-voz da empresa de Mark Zuckerberg.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos